A BUSCA PELO SUCESSO E A RENÚNCIA DE SI MESMO

A BUSCA PELO SUCESSO E A RENÚNCIA DE SI MESMO
Os primeiros Padres da Igreja – falo do século terceiro, mais ou menos ano 200, 300 – diziam uma palavra forte: ‘O dinheiro é o esterco do diabo’. Porque nos faz idolatrar e adoece a nossa mente com o orgulho, e nos torna maníacos de questões ociosas que nos afasta da fé e corrompe. Não se pode servir a Deus e ao dinheiro. Não dá: ou um ou outro! O que acontece com o dinheiro? O dinheiro oferece um certo bem-estar no início. Isso é bom, mas depois faz com que você se sinta um pouco importante, e chega a vaidade. Lemos isso no Salmo. Essa vaidade que não serve, mas que faz sentir uma pessoa importante: esta é a vaidade, que depois leva à soberba e ao orgulho. São três degraus: a riqueza, a vaidade e o orgulho”
A humanidade possui hoje, instrumento de incrível poder: “pode fazer desse mundo um jardim, ou reduzi-lo a um amontoado de escombros” – (Papa São João Paulo II). Infelizmente, a humanidade afastou-se de Deus e se encontra na estrada que conduz aos escombros. Tornou-se vítima do ateísmo e do materialismo. No lugar de Deus, construiu ídolos para adorar. Hoje, os novos deuses chamam-se dinheiro, prazer, orgulho, impureza, divertimento, poder, fama. Ninguém, nem a posse de algo material, pode concorrer com Deus e ocupar Seu lugar em nosso coração, não podemos adorar outros deuses além dEle, não devemos nos apaixonar pelas futilidades deste mundo. Se o verdadeiro Deus não for o centro da nossa vida, esses ídolos lançam mão sobre nós, passam a nos dominar e nos escravizam . A busca compulsiva pelo sucesso, pelo poder e pelo prazer faz com que o homem deixe de contemplar seu Criador e passe a idolatrar a si mesmo, violando com escandalosa facilidade as Leis de Deus. Neste estágio o homem, escravizado pelos novos tiranos, vive a ilusão de que é auto suficiente e se julga “dono do mundo”, e assim, orgulhoso de si e sem dignidade de vida, escolhe seguir o caminho da perdição, renunciando e desprezando Deus explicitamente. Passa a viver na sombra da morte. As coisas do mundo o seduzem tanto que ele prefere continuar vivendo suas fraquezas e limitações do que sua verdadeira liberdade com Deus. Quando o homem se vende a Satanás segundo sua própria vontade, ele deixa automaticamente de temer a Deus, ofendendo seu Criador e desrespeitando seu maior Mandamento: “Amar a Deus sobre todas as coisas” Mas diante da ira de Deus tudo estremece e treme. Os novos ídolos tendem a nos escravizar, mas é Deus quem nos garante a genuína liberdade. Ele nos livra de cairmos em tentação e dependências. Precisamos ter clareza interior sobre a quem queremos pertencer: Á Deus ou ao mundo? Quando Nosso Senhor não é o centro da nossa vida, milhares de ídolos invadem o espaço de Deus, que continua vazio. Enquanto que se deixarmos Deus existir em nós, Ele intervém a nosso favor para nos libertar dos falsos deuses e preencher o espaço vazio, colocando ordem na nossa vida. O homem sensato é aquele que teme a Deus e O ama sobre todas as coisas. “Caiu a chuva, vieram as enchentes, sopraram os ventos e investiram contra aquela casa; ela, porém, não caiu, porque estava edificada na rocha” – Mt 7,25. O homem sensato é aquele que a estrutura da sua vida é construída sobre uma base sólida, que não desabará nunca. “A tática que Satanás empregou e que continua a empregar consiste em não se revelar, para que o mal que difundiu desde as origens se desenvolva por ação do próprio homem, por meio dos sistemas e das relações entre os homens, entre as classes sociais e entre as nações, para que o mal se transforme cada vez mais num pecado “estrutural” e cada vez menos se possa identificá-lo como pecado “pessoal” – (Papa São João Paulo II)
Dessa maneira, o homem se habitua a viver no pecado e numa falsa paz, levando uma vida medíocre e mundana, sob o domínio de Satanás. E mesmo diante das dificuldades e dos obstáculos que aparecem na vida da humanidade, através da dor, do sofrimento, do desânimo, da dúvida…, o homem não consegue se aproximar de Deus, porque ele não entende que a cruz faz parte dos planos de Deus para a salvação da humanidade. Sua falta de fé e de esperança o deixa fraco e sem forças para suportar o peso da cruz e muitas vezes, revoltado e com medo, ele se vira contra Deus e se vê no “fundo do poço”, sem condições de se reerguer sozinho. Mas o homem tem necessidade da Luz, para clarear a escuridão da sua vida e para derreter o gelo que o envolve. Decidi então, ir sozinho em busca de respostas e soluções para seus problemas, seguindo caminhos tortuosos, que apresentam respostas rápidas, imediatas e confortantes, mas que não apresentam a Verdadeira solução, ao invés de recorrer ao remédio que a Misericórdia de Jesus nos preparou, através do sacramento da Reconciliação. Quando o homem levanta os olhos para o céu, abre seu coração e se entrega nos braços de Jesus, Deus se manifesta na sua vida, salvando-o da morte eterna consolando os que sofrem, amparando os fracos, levantando os caídos, convertendo os pecadores, curando os doentes, dando esperança aos desanimados. “Eu te arrebatarei da mão dos maus e te libertarei do poder dos violentos” – Jeremias 15,21. O sim a Deus e a conversão o salvam do abismo e o coloca em comunhão com seu Senhor. Deus liberta o homem da escravidão de Satanás e do pecado; purifica seu coração pela força do Seu amor; abre sua mente ao dom da Sua Palavra; cura sua alma com a paz do Seu Espírito e seu corpo com Sua Divina Imortalidade. “Aquele que pratica a verdade vem para a luz. Torna-se assim claro que as suas obras são feitas em Deus” – João 3,21. Que a fé seja a única luz que vos ilumine neste tempo de grande escuridão.
RENUNCIAR A NÓS MESMOS E SEGUIR CRISTO PELA CRUZ!
A porta que nos leva ao céu realmente é estreita em relação a que nos conduz ao inferno, parem para pensar e reflitam se não é verdade. E Jesus nos alerta para isso, pois a felicidade está naquilo que é eterno, e por isso, deve ser batalhado pra conseguir, ou seja, devemos ser provados a fogo (como diz a Palavra) pra sermos aptos a vida eterna. Em contra partida, a vida de pecado as portas estão escancaradas, nem precisa de convite a entrar praticamente, pois nós mesmos nas nossas fraquezas já adentramos e nos contaminamos iludidos pelas seduções de vida fácil, felicidade que julgávamos real e verdadeira, mas que no fim de tudo nada mais é do que a porta da perdição que Jesus nos alerta. As pessoas hoje em dia estão tão mal acostumadas no “bem e bom”, que de provação querem distância, e quando Deus prova essa pessoa, ela acaba por achar que está sofrendo injustamente saindo desse caminho estreito (de Deus) e entrando pela porta larga, do pecado, uma porta que nos leva a um caminho que não é de Deus. Mas não devemos desanimar de forma alguma, e devemos estar sempre firmes em Deus, construir nossa casa na rocha (em Deus), pois só com a graça do Divino Espírito Santo nos conseguiremos passar a prova, e passar pela porta estreita, e caminhar no caminho da salvação, no caminho da Santa Igreja que é Católica Apostólica Romana. Sempre encontraremos dificuldades, nunca prometeram facilidades na Igreja, cuidado com seduções que prometem o contrário disso. Os pecados e erros vão existir? Lógico que sim: “Se dissermos que não temos pecado nenhum, enganamo-nos a nós mesmos, e a verdade não está em nós” (1 João 1:8). Mas o texto continua dizendo que: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.” (1 João 1:9,10). Pecaremos com certeza, teremos o perdão também com certeza, ao confessá-los verdadeiramente arrependidos, porém o pecado deve ser, em nossas vidas, inaceitável, simplesmente inaceitável. Qualquer outro padrão que aceite o pecado não faz parte da porta estreita, não conduz à salvação. O mundo é largo, porém a porta é estreita. O pecado é largo e fácil, a santidade em contrapartida é estreita e difícil, porém, com Deus totalmente possível. Tudo que não vem de Deus é vão e passageiro, por isso é largo, por isso é lixo; só Deus é tudo, só Deus na porta do nosso coração! Toda árvore que não produz bons frutos é cortada e lançada ao fogo. Assim, pelos seus frutos vocês os reconhecerão!
Equipe Padre Rodrigo Maria
Deslize para ver mais...

Veja Também:

Indulgências Plenárias para o Dia de Finados
Indulgências Plenárias para o Dia de Finados

Indulgências Plenárias para o Dia de Finados Ao fiel que visitar devotamente um cemitério e rezar, mesmo em espírito, pelos defuntos, concede-se indulgências aplicável às almas do Purgatório. Esta indulgência será plenária (cumprindo as 4 condições), cada dia, de 01 a 08 de novembro; nos outros dias do ano será parcial; Como fazer para adquirir

Ateísmo e suas causas – por Antonio Royo Marín, O.P.
Ateísmo e suas causas – por Antonio Royo Marín, O.P.

1. Noção e divisão O ateísmo consiste na negação radical da existência de Deus. Ateu (do grego ἄθεος = sem Deus) é o sujeito que ignora ou se nega a aceitar a existência do Ser Supremo e que, por isso, não pratica religião alguma. Existem duas classes de ateus: teóricos e práticos. a) TEÓRICOS são

Exame de Consciência para uma boa Confissão
Exame de Consciência para uma boa Confissão

Clique Aqui para baixar o exame de consciência em PDF para celular. (segure o link apertado ou clique com o botão direito e escolha a opção “salvar link como…” Existem 5 passos para uma boa confissão, são eles:   a) Exame de Consciência bem feito (Isto é, rezar e pensar nos pecados cometidos por pensamentos, palavras,

INDULGÊNCIA – A GRANDE MISERICÓRDIA DE DEUS DESCONHECIDA POR QUASE TODOS OS CRISTÃOS
INDULGÊNCIA – A GRANDE MISERICÓRDIA DE DEUS DESCONHECIDA POR QUASE TODOS OS CRISTÃOS

INDULGÊNCIA – A GRANDE MISERICÓRDIA DE DEUS DESCONHECIDA POR QUASE TODOS OS CRISTÃOS Clique acima para assistir ao vídeo do Padre Rodrigo Maria … Para lucrar uma INDULGÊNCIA PLENÁRIA é preciso preencher algumas condições condições: a) confissão sacramental – cada confissão vale para as indulgências obtidas até uns 15 dias antes e para as que

O Santo Rosário é a maior devoção depois da Santa Missa.
O Santo Rosário é a maior devoção depois da Santa Missa.

O Rosário é a Melhor das devoções, depois da Santa Missa. Isso quem diz é São Luís Maria de Montfort: “O Rosário completo é, pois, uma grande coroa de rosas e o Terço de cinco dezenas é uma pequena coroa de flores ou uma pequena coroa de rosas celestiais que colocamos nas cabeças de JESUS e Maria. A rosa

DEPRESSÃO O MAL DO SÉCULO
DEPRESSÃO O MAL DO SÉCULO

Ela chega de mansinho, assim como quem não quer nada. Num dia, você acorda triste, desanimado. No outro, bate uma sensação de vazio e uma vontade incontrolável de chorar, sem qualquer motivo aparente. A depressão é assim, um mal silencioso e ainda mal compreendido – até mesmo entre os próprios pacientes. Considerada um transtorno mental afetivo,

DOMINGO,DIA DO SENHOR
DOMINGO,DIA DO SENHOR

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); Domingo é o Dia do Senhor! São João Maria Vianey dizia: “Um domingo sem Missa é uma semana sem Deus“. A nossa fé nos agrega numa grande família, que é a Igreja, onde colocamos em prática nossa fé. Na igreja recebemos o suporte necessário para crescer na formação humana, na espiritualidade e em todos os tesouros sacramentais para nossa salvação.

NÃO SOIS INOCENTES DIANTE DE VOSSAS OMISSÕES.
NÃO SOIS INOCENTES DIANTE DE VOSSAS OMISSÕES.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); “Calar, jamais! Gritai em cem mil línguas! Vejo que, por ter alguém calado, o mundo se arruinou e a santa igreja encontra-se pálida, sem cor, sem sangue nas veias”-(Santa Catarina de Sena). Disse São Pedro Canísio, no livro “Confissões”, página 118: “Por fim, acrescentarei algo sobre o encargo de ensinar, sobremaneira familiar aos homens de hoje. Agora, talvez mais do que nunca, a maior das necessidades é a de termos doutores que proclamem a verdadeira fé católica com grande zelo e invencível constância, que inculquem a sã doutrina num povo desejoso de novidades nocivas.

A realidade supera a lenda – Existe mesmo Papai Noel?
A realidade supera a lenda – Existe mesmo Papai Noel?

Existe mesmo Papai Noel? Um pouco mais cedo ou um pouco mais tarde, toda criança faz esta pergunta. E os pais podem responder facilmente a seus filhos, contando-lhes a bela vida de São Nicolau. Ricardo Basso Aproxima-se o Natal! Nos centros comerciais vê-se freqüentemente um personagem com trajes de cores vivas, despertando a curiosidade geral

UM GRANDE TESTEMUNHO SOBRE A EUCARISTIA
UM GRANDE TESTEMUNHO SOBRE A EUCARISTIA

Uma das histórias mais incríveis e emocionantes de amor a Jesus Eucarístico: com apenas 11 anos de idade, ela consolou do coração de Deus Alguns meses antes de sua morte, o Bispo Fulton J. Sheen foi entrevistado pela rede nacional de televisão: “Bispo Sheen, milhares de pessoas em todo o mundo inspiram-se em você. Em