É PELA EUCARISTIA E POR MARIA QUE VENCEREMOS, ADORADORES DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO!

É PELA EUCARISTIA E POR MARIA QUE VENCEREMOS, ADORADORES DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO!

É de extrema importância incentivar e praticar a Adoração ao Santíssimo Sacramento, e neste caso, sem mesmo estar diante de um sacrário. É por Maria, pela Eucaristia que venceremos.

É assim que os leigos consagram a Deus o próprio mundo, prestando por toda a parte, a Deus, na santidade de sua vida, um culto de Adoração. Diz Santa Alexandrina à JESUS: “Vós conheceis os meus desejos que são estar na Vossa presença no Santíssimo Sacramento; mas já que não posso, mando-Vos o meu coração, a minha inteligência para aprender todas as Vossas lições; mando-Vos os meus pensamentos para que eu pense só em Vós, ó meu Amor, porque Vos amo só a Vós, só a Vós eu busco, só por Vós suspiro, só Vós, Jesus, em tudo e por tudo”. E Jesus faz-lhe um convite: ”Minha esposa bem fiel, anda com o teu amor e com a tua reparação curar-Me as feridas que com os crimes Me vão ser feitas. São mais horríveis as dores do que as do Calvário. Quantos cravos! Quantas coroas de espinhos e quantas lanças! Anda passar parte da noite nos meus sacrários, com muito amor e fervor. Eu te ajudarei. Estou contigo no sacrário do teu coração e tu nos Meus por esse mundo além”. Diz-lhe JESUS , a propósito da sua missão: “A missão que te confiei são os Meus sacrários e os pecadores. “Escreve que Eu quero que se pregue a devoção aos sacrários; quero que se acenda nas almas a devoção para com estas prisões de amor; não fiquei aqui somente por amor daqueles que Me amam, mas por todos; em todo o trabalho Me podem consolar; que seja bem pregada e bem propagada a devoção aos sacrários porque são tantos aqueles que, embora entrando nas igrejas, nem sequer me saúdam e não param um momento a adorar-Me”. De facto, sempre tem sido recomendado que as pessoas que não podem deslocar-se às Igrejas para um tempo de adoração ao Senhor, de forma presencial, seja numa visita diária ou semanal ou com outra frequência, podem, ainda assim, honrar o Senhor Sacramentado, numa atitude de amor, de piedade, de adoração, tanto no louvor como na ação de graças, na súplica ou na meditação… É por isso que parece de todo recomendável que se estabeleça uma rede de adoradores que prestem esse serviço de amor ao Senhor que quase mendiga dos seus filhos um tempo de visita espiritual, sobretudo quando não possam deslocar-se ao templo para oração. Assim, falou JESUS á Alexandrina: ”Queres consolar-Me? Queres consolar o Santificador da tua alma? (…) Vai praticar obra de misericórdia: vai consolar os tristes. Eu estou tão triste. Sou tão ofendido!”. ”Não tens pena de Mim? Estou sozinho nos sacrários, tão escarnecido e abandonado e tão ofendido…Anda reparar tudo isto…Visitar os presos da cadeia e consolá-los é boa obra. Eu estou preso e preso pelo amor. Eu sou o preso dos presos”. As pessoas criam hábitos rotineiros de que muito dificilmente se libertam e as escravizam, fazendo-as perder tempo em coisas absolutamente secundárias: ir ao café uma, duas ou três vezes por dia; fumar um cigarro, uma e muitas vezes, ver televisão, uma, duas, três ou mais horas… E nunca ou quase nunca encontram tempo para entrar numa igreja, nem para rezar sequer um Pai Nosso ou uma Ave Maria, mesmo em casa… E neste grupo de pessoas há católicos, muitos, que perdem tanto tampo em coisas inúteis, com tantos interesses perfeitamente supérfluos. Como Jesus ficaria consolado se se multiplicassem os seus adoradores e amigos, compensando assim as ausências de amigos junto dos Seus sacrários, nas igrejas!

Na exortação apostólica “Sacramento da Caridade” (2007), no seu nº 67, o Papa Bento XVI encoraja “as associações de fiéis, nomeadamente as confrarias, que assumem a prática da adoração eucarística como seu compromisso especial, tornando-se assim fermento de contemplação para toda a Igreja e apelo à centralidade de Cristo na vida dos indivíduos e da comunidade”. No mesmo documento, o Santo Padre realça a grande necessidade de se cultivar “a piedade eucarística” como geradora de santidade. E refere que “a celebração e a adoração eucarística permitem abeirar-nos do amor de Deus e a Ele aderir pessoalmente até à união com o bem-amado Senhor”. Dirigindo-se aos leigos e famílias, exorta “todos os leigos, e as famílias em particular, a encontrarem continuamente no Sacramento do Amor de Cristo a energia de que precisam para transformar a própria vida num sinal autêntico da presença do Senhor ressuscitado”. Incentivando a prática da Adoração Eucarística, o Santo Padre refere, no nº 66 do citado documento, que “a Adoração Eucarística é apenas o prolongamento visível da celebração eucarística”. Por outro lado, “ o ato de adoração fora da Santa Missa prolonga e intensifica aquilo que se fez na própria celebração litúrgica”, e frisa que “somente na adoração pode maturar um acolhimento profundo e verdadeiro”, adoração essa que deve ser tomada seriamente durante a celebração litúrgica da Santa Missa já que, como diz o Papa, “a celebração eucarística é o maior ato de adoração da Igreja: receber a Eucaristia significa colocar-se em atitude de adoração d’Aquele que comungamos”. Esta exortação contraria o laxismo que se instalou em muitas celebrações eucarísticas, nos últimos anos, nas quais a maioria dos fiéis não toma atitudes de adoração e, com frequência, nem sequer de respeito para com o Senhor pois ao entrarem nas igrejas não se ajoelham para uma breve oração e nem se ajoelham no momento da consagração das espécies eucarísticas, num claro desrespeito pelas orientações dos Papas neste sentido.

Olhamos para Jesus na hóstia consagrada e percebemos que a brancura da hóstia-consagrada nos lembra o leite virginal com que Jesus foi alimentado. Adorar Jesus presente em nossa alma em união com Maria é o meio mais seguro de Lhe fazermos uma grata recepção, ao mesmo tempo rica de graças para nós. Assim como ela apresentou Jesus para os pastores após o seu nascimento ela nos apresenta, Ela nos dá Jesus. Podemos ver que da mesma maneira que Maria procurava um lugar para que Jesus nascesse, hoje Ela procura almas que verdadeiramente O Adorem, O amem e tenham O Lugar que Jesus merece em seu coração, em sua vida. Nos abrigos onde eles pediam abrigo, já estava ocupada por outros hóspedes que pela ilusão e engano de satanás tomaram o lugar de Jesus, o próprio Rei e Salvador do mundo. Eis que a Virgem Maria bate na porta do nosso coração e pede abrigo, para que, ela possa dar a luz a Jesus. Diz Santa Teresa D’avila – ¨Quem começa a servir verdadeiramente o Senhor, o mínimo que pode oferecer é a própria vida¨

Santo Agostinho afirma que: “Só podemos amar aquilo que nós conhecemos”. Como podemos conhecer a este Deus? Adorando o seu corpo e sangue. Santo Afonso Maria de Ligório mesmo sendo um bispo, não deixava de Adorar, ficava Adorando ao Santíssimo oito horas por dia. São João Maria Vianey, mudou uma cidade inteira. Pois era um Adorador do Santíssimo Sacramento.São Francisco Xavier o grande apostolo das índias depois de um dia intenso de trabalho em favor das almas, passava a noite inteira aos pés do Santíssimo Sacramento, quando já sem forças dormia ali aos pés do seu amado. Santa Tereza dizia: “Aquilo que fazemos no céu com a divina essência, deveis fazer também vós na terra com o Santíssimo Sacramento. Devemos estar na presença de Jesus Sacramentado, como os Santos no céu, diante da Essência Divina”. São Pedro Julião Eymard, dizia que : ”Uma hora diante do Santíssimo Sacramento, é uma hora celestial”. Não deixemos que nada nos impeça de Adorarmos a Jesus Sacramentado, pois ele tem esperado cada um de seus filhos para Adorá-lo. O Pai procura Adoradores em espírito, e em verdade. Dentro da Santa Madre Igreja, Deus tem levantado Adoradores que tem Adorado em espírito e em verdade. Como podemos observar Santa Catarina de Gênova que vai dizer que: “O tempo passado diante do Sacrário, é o tempo mais bem empregado da minha vida”. Que estes testemunhos levem-nos a nos gastar, como velas acesas diante de Jesus Sacramentado. São Francisco de Sales ainda declara: “Cem mil vezes ao dia deveríamos visitar à Jesus no Santíssimo Sacramento”. São João Bosco completa dizendo: “Não omitais nunca a visita a cada dia ao Santíssimo Sacramento, ainda que seja muito breve, mas contanto que seja constante”. A Adoração ao Santíssimo Sacramento não é um obrigação do homem, mas uma necessidade da criatura diante do criador. São Bernardo chama este Sacramento de: “Amor dos amores”. Já São Francisco de Assis gritava em sua cidade dizendo: “O amor não é amado”. Pois é desta maneira que Jesus se encontra no Santíssimo, abandonado pelos seus filhos. São Pedro Julião Eymard um grande Adorador de Jesus na Hóstia consagrada diz: “Adorai e visitai a Jesus abandonado, desamparado pelos homens no Sacramento do amor”. Uma das queixas mais dolorosas do coração de Jesus a Santa Margarida Alacoque, foi justamente de que és “deixado pelos seus prediletos. Os escolhidos para servi-lo”. Fortes palavras realmente. Deus espera seus filhos, para derramar as suas graças, mais são muito poucos os que querem. Deus criou o homem para: conhecê-lo, amá-lo e servi-lo. Porém o homem tem se apartado do seu Criador. Voltemos o nosso olhar ao Santíssimo Sacramento. Que todo o mundo possa saber “Hic est Deus noste” este é o nosso Deus. Ele é o nosso tudo. Santa Tereza de Ávila afirmava: ”Não há meio melhor para se chegar a perfeição”. Como também São Gregório Nazianzeno escreveu: “O Santíssimo Sacramento é fogo que nos inflama de modo que, retirando-no do altar, espargimos tais chamas de amor que nos tornam terríveis ao inferno”

Mas, onde encontraremos Jesus na terra senão nos braços de Maria? Não foi Ela que nos deu a Eucaristia? Foi o seu consentimento à Encarnação do Verbo no seu seio que iniciou o grande mistério de reparação para com Deus e de união conosco que Jesus realizou durante sua vida mortal e continua agora no Santíssimo Sacramento. Sem Maria não poderíamos ir a Jesus, porque Ela O possui em seu coração. Aí, encontra Ele as suas delícias, e todos que quiserem conhecer as virtudes íntimas de Jesus, seu amor recôndito e privilegiado, devem procurá-los no Coração de Maria; os que amam esta boa Mãe encontram Jesus em seu coração tão puro. Jamais ousemos separar Jesus de Maria; não poderíamos ir a Ele sem passar por Ela. Quanto mais amarmos a Eucaristia, tanto maior será nosso amor para com a Santíssima Virgem. Se pertencemos ao Filho, também pertencemos à Mãe; se adoramos o Filhos, devemos honrar a Mãe, e somos obrigados, para entrar plenamente na graça de nossa vocação, e nela permanecer, a prestar um culto especial à Santíssima Virgem como Nossa Senhora do Santíssimo Sacramento.Quando honramos Nosso Senhor na Cruz, oramos a Nossa Senhora das Dores; quando meditamos a vida submissa e retirada de Nazaré, tomamos por modelo Nossa Senhora da vida oculta. Nosso Senhor teria grande pesar de nós, servos de sua Eucaristia, se não honrássemos deveras a Maria, porque Ela é Sua Mãe, e somos obrigados, no interesse de nossa salvação, a honrá-l’A como Mãe de Deus e como nossa própria Mãe. Visto que somos consagrados de uma maneira especial ao serviço da Eucaristia, e que somos adoradores, é nessa qualidade que devemos um culto particular a Maria. Devemos ser adoradores da Eucaristia; é o nosso belo título, abençoado pelo Papa Pio IX. É a graça trazida ao mundo pela Imaculada Conceição.Que fez a Santíssima Virgem no Cenáculo? Adorou; foi a Rainha e a Mãe dos adoradores; foi, numa palavra, Nossa Senhora do Santíssimo Sacramento.

Logo, quem quer que se aproxime do Santíssimo Sacramento, com particular devoção, e se oferece por amor com zelo ardente e generosidade a Cristo, que nos ama infinitamente, experimenta e compreende a fundo, não sem prazer e fruto para o espírito, quão preciosa seja a vida oculta com Cristo em Deus, quanto vale estar em demorado colóquio com Cristo. Nada há mais suave na terra, nem mais eficaz para conduzir-nos pelos caminhos da santidade. Dobremos nossos joelhos diante de corpo de Cristo e seremos combatentes vitoriosos.

Restaura, ó Senhor, os costumes, alimenta as virtudes, consola os aflitos, fortifica os fracos, leva à sua imitação todos que se lhe aproximam. Amém!

Deslize para ver mais...

Veja Também:

DO APEGO DESORDENADO AOS PARENTES. (Sto Afonso Maria de Ligório)
DO APEGO DESORDENADO AOS PARENTES. (Sto Afonso Maria de Ligório)

Aquele que se entrega a Deus já não se pertence. Deixa de existir aos seus próprios olhos, não vive em si mesmo, mas nAquele a quem se entregou, e não tem outros interesses a não ser os do Mestre. Esquecer-se de si próprio, por amor, eis a grande lei de toda a vida espiritual. Esquecer-se

O Sacerdote no altar, deve unir-se a Virgem Maria no Calvário
O Sacerdote no altar, deve unir-se a Virgem Maria no Calvário

Tu és o meu Filho e hoje te gerei (Sl 2,7) diz o Salmista, mas podemos colocar estas palavras nos lábios da Virgem Santíssima, que dirige-as continuamente ao seu Filho Jesus. O título de “corredentora” que é aplicado única e exclusivamente à Maria Santíssima alcança horizontes que vão além do que o entendimento humano pode alcançar,

SEGUNDA-FEIRA – DIA DEDICADO ÀS ALMAS DO PURGATÓRIO
SEGUNDA-FEIRA – DIA DEDICADO ÀS ALMAS DO PURGATÓRIO

Poupai vossas lagrimas pelos defuntos e dai-lhes mais orações São João Crisóstomo A segunda-feira foi escolhida pela igreja como o dia dedicado a rezar pelas almas do Purgatório, por isso, celebram-se missas e costuma-se entoar ladainhas e terço pelos falecidos, como também é muito comum rezar-se a Novena pelas almas do Purgatório. CIC 1032. Este

SOBRE A NOSSA VIDA DE ORAÇÃO: QUEM NÃO REZA, SE CONDENA.
SOBRE A NOSSA VIDA DE ORAÇÃO: QUEM NÃO REZA, SE CONDENA.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); Um bom cristão, pela manhã, assim que desperta, deve fazer o sinal da Cruz, e oferecer o coração a Deus, dizendo estas ou outras palavras semelhantes: “Meu Deus, eu vos dou o meu coração e a minha alma”. Ao levantar da cama e enquanto nos vestimos, deveríamos pensar que Deus está presente, que este dia pode ser o último da nossa vida; ademais, devemos levantar-nos e vestir-nos com toda a modéstia possível. A um bom cristão, apenas se tenha levantado e vestido, convém pôr-se na presença de Deus e ajoelhar-se, se pode, diante de alguma devota imagem, dizendo com devoção: “Eu Vos adoro, meu Deus, e Vos amo de todo o coração; dou-Vos graças por me terdes criado, feito cristão e conservado nesta noite; ofereço-Vos todas as minhas ações, e peço-Vos que neste dia me preserveis do pecado, e me livreis de todo o mal. Assim seja”.

A BUSCA PELO SUCESSO E A RENÚNCIA DE SI MESMO
A BUSCA PELO SUCESSO E A RENÚNCIA DE SI MESMO

Os primeiros Padres da Igreja – falo do século terceiro, mais ou menos ano 200, 300 – diziam uma palavra forte: ‘O dinheiro é o esterco do diabo’. Porque nos faz idolatrar e adoece a nossa mente com o orgulho, e nos torna maníacos de questões ociosas que nos afasta da fé e corrompe. Não

ATENÇÃO TODOS OS CATÓLICOS QUE RECEBEM A SANTÍSSIMA EUCARISTIA NA MISSA
ATENÇÃO TODOS OS CATÓLICOS QUE RECEBEM A SANTÍSSIMA EUCARISTIA NA MISSA

ATENÇÃO TODOS OS CATÓLICOS QUE RECEBEM A SANTÍSSIMA EUCARISTIA NA MISSA Se comungarmos, devemos fazer ao menos 15 minutos de ação de graças Se não tiver a intenção de fazer a devida ação de graças após receber a Sagrada Eucaristia, é melhor NÃO comungar. Devemos nos recordar que as espécies eucarísticas (pão e vinho mudados

NULIDADE MATRIMONIAL
NULIDADE MATRIMONIAL

A Igreja não anula uniões sacramentais validamente contraídas e consumadas, mas pode, após processo detalhado, reconhecer que nunca houve casamento, mesmo nos casos em que todos o tinham como válido. Mas isso, só quem pode decidir é a Santa Igreja, não a consciência de qualquer um, isso, jamais. Sobre O CONCEITO DE MATRIMÔNIO SACRAMENTAL, nos

FALSAS DOUTRINAS
FALSAS DOUTRINAS

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); Guardai-vos dos falsos profetas Desde que o trigo do evangelho foi semeado no chão da humanidade por nosso divino redentor, o maligno se apressou em espalhar o joio das falsas doutrinas e das falsas religiões, para afastar o povo da verdadeira redenção. Tu és Pedro, e sobre essa pedra edificarei minha igreja. (Mt 16,18)

A VISÃO DO INFERNO, MOSTRADA AOS PASTORINHOS
A VISÃO DO INFERNO, MOSTRADA AOS PASTORINHOS

A VISÃO DO INFERNO, MOSTRADA AOS PASTORINHOS Das memórias da irmã Lúcia: “Momentos depois de termos chegado à Cova de Iria, junto da carrasqueira, entre numerosa multidão de povo, estando a rezar o terço, vimos o reflexo da costumada luz e, em seguida, Nossa Senhora sobre a carrasqueira. – Vossemecê que me quer? – perguntei.

O PROTESTANTISMO É O RESULTADO DAS HERESIAS DE LUTERO ESPALHADAS PELO MUNDO.
O PROTESTANTISMO É O RESULTADO DAS HERESIAS DE LUTERO ESPALHADAS PELO MUNDO.

O protestantismo teve início no século XVI e hoje existe sob a forma de milhares de denominações independentes uma das outras. Lutero era professor em Wittenberg, quando surgiu a questão das indulgências na Alemanha; e já havia a prevenção contra elas por causa de abusos de oficiais eclesiásticos. Lutero insurgiu-se contra o pregador das indulgências,