O ABORTO É MOTIVO DE EXCOMUNHÃO?

O ABORTO É MOTIVO DE EXCOMUNHÃO?

O ABORTO É MOTIVO DE EXCOMUNHÃO?

O aborto é uma chaga que se alastra por quase todos os países. Atualmente, ele passou a ser considerado um ”direito”da mulher. Faz parte da chamada ”cultura da morte” que, aos poucos está sendo implantada no mundo. Contudo, mesmo passando de algo, ”mal visto” para algo aceito não se torna menos grave , principalmente aos olhos de Deus.

O aborto é um crime gravíssimo e como tal requer também uma pena drástica.

A Igreja possui o Código de Direito Canônico e, uma de suas seções trata justamente  das penas espirituais para aquelas que comentem crimes. O aborto é um desses crimes tipificados pelo Código. O cânon 1398 dz que: ” quem provoca aborto, seguindo-se o efeito, incorre em excomunhão latae sententiae”.

Portanto, mesmo que o aborto seja cometido em algum país cuja legislação não tem como crime, mas sim como um direito,conforme dito, não deixa de ser e é punido exemplarmente pela Igreja. A excomunhão latae sententiae significa que, no momento em que o aborto é cometido, um juiz superior (Deus) julga, condena e executa a pena. Não necessita de declaração superior de quem quer que seja.

É automática e só pode ser levantada (suprimida) com absolvição do Bispo local ou com a de quem ele conferir essa capacidade.

A pergunta seguinte é: todos que comentem aborto ou concorrem para que ele aconteça são automaticamente excomungados? A resposta é NÃO. Para que a sentença seja aplicada é preciso que a pessoa envolvida saiba da existência do crime e da pena. Se a pessoa não se encaixa nesse perfil não pode ser punida. Com efeito, o mesmo vale para o legislador católico que vota a favor da legalização do aborto ou de medidas que facilitem ou acarretem.

Seja como for, é cada vez mais urgente a conscientização de todos os católicos acerca da gravidade desse  crime, pois, como diz o catecismo da Igreja Católica, ” o inalienável direito à vida de todo individuo humano inocente é um elemento constitutivo da sociedade civil e de sua legislação ”(CIC 2272), ou seja, faz parte dos fundamentos da vida em sociedade a defesa incondicional da vida, sob pena de condenação eterna.

 

Equipe Padre Rodrigo Maria

Deslize para ver mais...

Veja Também:

UM SUÍCIDA ESTÁ CONDENADO?
UM SUÍCIDA ESTÁ CONDENADO?

Antigamente se pensava que sim, embora a Igreja nunca tenha ensinado isso oficialmente; pois ela nunca disse o nome de um condenado. Hoje, com a ajuda da psicologia e psiquiatria, sabemos que a culpa do suicida pode ser muito diminuída devido a seu estado de alma. O Catecismo da Igreja Católica ensina que: §2280 Cada

Exame de Consciência para uma boa Confissão
Exame de Consciência para uma boa Confissão

Clique Aqui para baixar o exame de consciência em PDF para celular. (segure o link apertado ou clique com o botão direito e escolha a opção “salvar link como…” Existem 5 passos para uma boa confissão, são eles:   a) Exame de Consciência bem feito (Isto é, rezar e pensar nos pecados cometidos por pensamentos, palavras,

SOBRE A MÚSICA CATÓLICA PRÓPRIA PARA SANTA MISSA.
SOBRE A MÚSICA CATÓLICA PRÓPRIA PARA SANTA MISSA.

PAPA SÃO PIO X – MOTO PRÓPRIO TRA LE SOLLICITUDINE – Sobre a Música Sacra: VI. Órgão e Instrumentos: 14. Posto que a música própria da Igreja é a música meramente vocal, contudo também se permite a música com acompanhamento de órgão. Nalgum caso particular, com as convenientes cautelas, poderão admitir-se outros instrumentos, conforme as prescrições do “Caeremoniale Episcoporum”; 15. Como o

HALLOWEEN: A FESTA DO INFERNO
HALLOWEEN: A FESTA DO INFERNO

HALLOWEEN: A FESTA DO INFERNO A aparente inocência e as quase insuspeitas travessuras da conhecida ”Festa das Bruxas”, escondem uma realidade por demais preocupante. Para os bruxos, satanistas e ocultistas em geral, se trata de uma festa ”sagrada”, de grande importância, onde se realizam vários rituais, que vão deste orações de louvor e invocações aos

POR QUANTO TEMPO JESUS ESTÁ PRESENTE NA EUCARISTIA DEPOIS DE TERMOS RECEBIDO A COMUNHÃO?
POR QUANTO TEMPO JESUS ESTÁ PRESENTE NA EUCARISTIA DEPOIS DE TERMOS RECEBIDO A COMUNHÃO?

“Temos de prestar o devido respeito a Nosso Senhor” O grande tesouro da Igreja Católica é a Eucaristia – o próprio Jesus escondido sob as aparências do pão e do vinho. Cremos, como diz o Catecismo, que “no sacramento mais abençoado da Eucaristia” o corpo e o sangue, juntamente com a alma e a divindade,

A IOGA É UMA ATIVIDADE DEMONÍACA – (PE. Gabriele Amorth)
A IOGA É UMA ATIVIDADE DEMONÍACA – (PE. Gabriele Amorth)

Diversas religiões orientais têm sido introduzidas no Brasil, provocando interesse no público. O bloco mais denso provém da Índia. Traz duas notórias características: o panteísmo (tudo é divindade, e vice-versa) e o reencarnacionismo, doutrina ligada à anterior, pois se não há um Deus distinto do homem, é o homem mesmo quem se salva; se não o consegue numa encarnação, há

A EXISTÊNCIA DO DEMÔNIO
A EXISTÊNCIA DO DEMÔNIO

Declarou o Papa São Félix III: “Não se opor a um erro é aprová-lo. Não defender a verdade é suprimi-la”. Em uma recente entrevista ao jornal espanhol ‘El Mundo’, o Padre Arturo Sosa assinalou que “fizemos figuras simbólicas, como o diabo, para expressar o mal”. Recordemos, que o IV Concílio Ecumênico Lateranense, em 1215, declarou

Ateísmo e suas causas – por Antonio Royo Marín, O.P.
Ateísmo e suas causas – por Antonio Royo Marín, O.P.

1. Noção e divisão O ateísmo consiste na negação radical da existência de Deus. Ateu (do grego ἄθεος = sem Deus) é o sujeito que ignora ou se nega a aceitar a existência do Ser Supremo e que, por isso, não pratica religião alguma. Existem duas classes de ateus: teóricos e práticos. a) TEÓRICOS são

PECADO MORTAL – O OBSTÁCULO PARA NOSSA SALVAÇÃO
PECADO MORTAL – O OBSTÁCULO PARA NOSSA SALVAÇÃO

PECADO MORTAL – O OBSTÁCULO PARA NOSSA SALVAÇÃO O pecado mortal (ou grave) é uma desobediência grave à Deus e à sua Lei. O pecado é mortal quando: 1- A matéria é grave( ou seja, quando se trata de algo importante) 2- Existe o conhecimento de causa( ou seja, quando a pessoa sabe o que

NULIDADE MATRIMONIAL
NULIDADE MATRIMONIAL

A Igreja não anula uniões sacramentais validamente contraídas e consumadas, mas pode, após processo detalhado, reconhecer que nunca houve casamento, mesmo nos casos em que todos o tinham como válido. Mas isso, só quem pode decidir é a Santa Igreja, não a consciência de qualquer um, isso, jamais. Sobre O CONCEITO DE MATRIMÔNIO SACRAMENTAL, nos