Oração para Comunhão Espiritual

Oração para Comunhão Espiritual

A Comunhão Espiritual é o caminho para as pessoas que não estão em estado de graça ou que por algum motivo não podem recebê-Lo sacramentalmente na Missa, ou quando estiverem em casa, no trabalho ou nas situações de dificuldade por que se passa na vida.

Qualquer pessoa pode fazer a Comunhão Espiritual, portanto. O que requer é o profundo desejo da pessoa em usufruir da Misericórdia de Deus, infinitamente maior do que todos os nossos pecados e do que todos os empecilhos. Deus vê o nosso coração, o nosso interior, e nos julga pelo amor que temos por Ele.

Oração para Comunhão Espiritual

Oh meu Jesus, eu creio que estás presente no Santíssimo Sacramento.
Amo-Vos sobre todas as coisas e minha alma suspira por Vós.
Mas como não posso receber-Vos agora, de maneira Sacramental, vinde ao menos espiritualmente ao meu coração. (pausa)

Abraço-me convosco, uno-me a Vós inteiramente.
Não permitais que eu me separe de Vós.
Oh Jesus, sumo bem e doce amor meu, vulnerai e inflamai o meu coração, a fim de que esteja abrasado em Vosso amor para sempre.

Amém.

Veja também: Orações importantes para após a Comunhão

Deslize para ver mais...

Veja Também:

Qual idade e disposições ensinadas pela Igreja para que as crianças recebam os Sacramentos da Confissão e da Comunhão?
Qual idade e disposições ensinadas pela Igreja para que as crianças recebam os Sacramentos da Confissão e da Comunhão?

Gostaria de lembrar a doutrina da Igreja acerca da primeira comunhão das crianças feita na idade em que elas começam a ter o uso da razão, quer dizer, em torno dos sete anos. Relembrarei simplesmente as palavras de São Pio X em seu decreto Quam Singulari de 1910 – recomendo a todos que o leiam – em que

DOMINGO,DIA DO SENHOR
DOMINGO,DIA DO SENHOR

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); Domingo é o Dia do Senhor! São João Maria Vianey dizia: “Um domingo sem Missa é uma semana sem Deus“. A nossa fé nos agrega numa grande família, que é a Igreja, onde colocamos em prática nossa fé. Na igreja recebemos o suporte necessário para crescer na formação humana, na espiritualidade e em todos os tesouros sacramentais para nossa salvação.

DO APEGO DESORDENADO AOS PARENTES. (Sto Afonso Maria de Ligório)
DO APEGO DESORDENADO AOS PARENTES. (Sto Afonso Maria de Ligório)

Aquele que se entrega a Deus já não se pertence. Deixa de existir aos seus próprios olhos, não vive em si mesmo, mas nAquele a quem se entregou, e não tem outros interesses a não ser os do Mestre. Esquecer-se de si próprio, por amor, eis a grande lei de toda a vida espiritual. Esquecer-se

CAMPANHA CONTRA OS SACRILÉGIOS E PROFANAÇÕES AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO
CAMPANHA CONTRA OS SACRILÉGIOS E PROFANAÇÕES AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO

CAMPANHA CONTRA OS SACRILÉGIOS E PROFANAÇÕES AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO #PelaComunhaoNaBoca Iniciemos uma grande campanha junto aos fiéis e também aos sacerdotes para honrar Nosso Senhor no Santíssimo Sacramento do Altar, incentivando a comunhão na boca e o tanto quanto possível, de joelhos. E dessa forma, possamos evitar muitos sacrilégios e roubos à Santíssima Eucaristia. Aconselhamos

SEXTA-FEIRA – DIA DEDICADO A PAIXÃO DE NOSSO SENHOR
SEXTA-FEIRA – DIA DEDICADO A PAIXÃO DE NOSSO SENHOR

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); Vamos começar nossa reflexão a partir das palavras que São João usa para sintetizar o que aconteceu na Última Ceia e na Paixão de Jesus: “Tendo amado os Seus que estavam no mundo, amou-os até o fim” (Jo 13, 1). Sexta-feira, dia de silêncio e contemplação, dia de vivenciar o mistério da Paixão de Jesus Cristo. João relata a grande trajetória de Cristo no caminho da cruz, levada sobre os ombros com o peso dos pecados da humanidade. Jesus sabia o que iria acontecer com Ele, mas era preciso que cumprisse o que estava escrito nas Escrituras, dar a vida pelos nossos pecados.

A VERDADE E O ERRO, NÃO ESTÃO EM PÉ DE IGUALDADE
A VERDADE E O ERRO, NÃO ESTÃO EM PÉ DE IGUALDADE

Diz sua Santidade, o Papa Leão XIII: “Tolerar que todas as religiões são iguais, é o mesmo que ateísmo”. Lemos em Apocalipse: “Toda a Terra se maravilhou após a besta, e adoraram o dragão, porque deu a sua autoridade à besta. Adoraram a besta, dizendo: “Quem há semelhante à besta, e quem pode pelejar contra ela?”. Vi, então, outra fera subir da Terra. Tinha dois chifres como um cordeiro, mas falava como um dragão. Ela exercia todo o poder da primeira fera, sob a vigilância desta, e fez com que a Terra e os seus habitantes adorassem a primeira fera” – (apocalipse 13).

O TEMPO, E O SACRAMENTO DA CONFISSÃO
O TEMPO, E O SACRAMENTO DA CONFISSÃO

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); “Filho, aproveita o tempo” – (Eclo 4, 23). O sacramento da confissão é uma grande graça que Deus nos dá e não podemos viver esse sacramento de qualquer maneira. É preciso se abrir a essa graça. E nós, temos buscado esse sacramento? Já paramos para pensar, se sabemos realmente nos confessar? É claro que não é uma tarefa muito fácil, mas é fundamental, é uma questão de sobrevivência, afinal é o que nos permite aproximar do amor de Deus, da sua misericórdia, e salvar nossa pobre alma, pois quando lutamos contra o pecado colocamos Deus em primeiro lugar na nossa vida.

[SANTA MISSA] Canto do Glória: Sugestão de Música Litúrgica
[SANTA MISSA] Canto do Glória: Sugestão de Música Litúrgica

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); Aproveitando que muitos músicos estão neste momento se preparando para o tempo do Natal, gostaríamos de sugerir uma linda canção para ser usada no momento do Glória, durante a santa missa.   Sabemos que este momento exige que a música seja adequada e que a letra não seja alterada, mas

TERÇA-FEIRA – DIA DEDICADO AOS SANTOS ANJOS
TERÇA-FEIRA – DIA DEDICADO AOS SANTOS ANJOS

Na terça-feira se recorda a devoção aos santos anjos. É uma ocasião propícia para manter viva a certeza da proteção de Deus, por meio dos seus santos anjos. Além de lembrar o lugar especial dos anjos em nossa caminhada espiritual, também é importante rezar todos os dias a oração ao anjo da guarda. Os anjos

RECORRER À VIRGEM MARIA, NO MOMENTO DA TENTAÇÃO.
RECORRER À VIRGEM MARIA, NO MOMENTO DA TENTAÇÃO.

Se o receio de não perseverar no bem é capaz de nos inquietar e perturbar nos períodos de paz e de tranquilidade espiritual, quanto mais facilmente o faz no momento doloroso e terrível da tentação. Quando nos encontramos em luta com o nosso mais traiçoeiro inimigo, quando o mundo, os sentidos, as criaturas nos atraem e procuram arrastar-nos para longe de Deus, que luta, que atroz agitação para a alma que não quer sucumbir e está prestes a fazê-lo!