QUARTA-FEIRA – DIA DEDICADO A SÃO JOSÉ

QUARTA-FEIRA – DIA DEDICADO A SÃO JOSÉ

SÃO JOSÉ ROGAI POR NÓS!

Santa Teresa de Ávila (1515-1582), a primeira doutora da Igreja, a reformadora do Carmelo, disse: “Quem não achar mestre que lhe ensine a orar, tome São José por mestre e não errará o caminho”. E declarava que em todas as suas festas lhe fazia um pedido e que nunca deixou de ser atendida. Ensinava ainda que cada santo nos socorre em uma determinada necessidade, mas que São José nos socorre em todas.

Em 25/07/1920, no 50º aniversário da proclamação do Patriarca São José como Padroeiro da Igreja Universal, por Pio IX, em 1870, o Papa Bento XV ratificou a necessidade da devoção a São José. Assim se expressou Bento XV: ‘Se considerarmos as atuais calamidades que afligem o gênero humano, torna-se mais evidente ainda a oportunidade de intensificar o tal culto [ a São José] e difundi-lo ainda mais entre o povo cristão‘.

‘Nós, com grande solicitude, lhes propomos de modo particular São José, que o sigam como guia especial e o honrem como celeste Padroeiro’. ‘Assim florescendo a devoção dos fiéis a São José, aumentará também, como necessária consequência, o culto à Sagrada Família de Nazaré, da qual foi o augusto Chefe, jorrando estas duas devoções espontaneamente uma da outra. Por São José vamos diretamente a Maria, e por Maria à fonte de toda a santidade, Jesus Cristo, que consagrou as virtudes domésticas com a sua obediência a São José e Maria’.

São José recebe um culto especial da Igreja (prot-dulia); duas festas lhe são celebradas: 19 de março – Esposo da Virgem Maria; e 1º de maio – São José Operário. A festa de 19 de março normalmente cai no meio da Quaresma, então, a Igreja, abre neste dia uma exceção litúrgica e celebra com paramentos brancos a festa do glorioso pai de Jesus Cristo. É um dia da Quaresma que a Igreja retira o roxo

  A confirmação da prática da devoção a São José nas quartas-feiras se consolidou, sobretudo pelos incentivos dos papas, como por exemplo, do papa Inocêncio XII que em 1695 concedia indulgências aos membros da Confraria de São José que visitassem na quarta-feira a igreja dos carmelitanos descalços em Bruxelas. Já o papa Bento XIV concedia aos carmelitas descalços da Catalunha em 1745, a permissão de celebrar uma missa solene de São José toda quarta-feira do ano. Da mesma maneira o papa Clemente XIV autorizava aos mesmos religiosos celebrar uma segunda missa solene aos fiéis no mesmo dia. O papa Pio VII, em 1819, concedia indulgência para todas as quartas-feiras do ano a quem rezasse nestes dias as Dores e Alegrias de São José. No dia 5 de julho de 1883, o papa Leão XIII confirmava a quarta-feira como dia de São José em toda a Igreja com missa votiva correspondente. O papa Bento XV por ocasião do cinquentenário da proclamação de São José como Patrono da Igreja Universal enfatizava a importância da consagração de todas as quartas-feiras e dos dias do mês de março consagrados a São José.

 CONSAGRAÇÃO AO GLORIOSO SÃO JOSÉ

     Ó glorioso São José, que Deus escolheu para pai adotivo de Jesus, para Esposo puríssimo da Virgem Maria e chefe da Sagrada família, e que o Sumo Pontífice declarou Padroeiro e Protetor da Igreja fundada por Jesus, eu recorro a vós neste momento e imploro com a maior confiança, o vosso poderoso auxilio para toda a Igreja militante.

Protegei, e especialmente, com vosso amor verdadeiramente paternal, o Vigário de Cristo e todos os Bispos e Sacerdotes, unidos à Santa Sé de Pedro.
Defendei os que trabalham pela salvação das almas, entre as angústias de tribulações desta vida, e fazei que todos os povos da Terra se sujeitem docilmente à Igreja, que é o meio de salvação necessário para todos.

Dignai-vos também, meu querido São José, aceitar a consagração que vos faço de mim mesmo. Eu me ofereço todo a vós, para que sejais sempre meu pai, o meu protetor e meu guia no caminho da salvação. Alcançai-me uma grande pureza de coração e um amor ardente à vida interior.

Fazei que seguindo o vosso exemplo, todas as minhas obras sejam dirigidas para a maior gloria de Deus em união como o Coração Divino de Jesus e com o Coração imaculado de Maria e convosco. Amém.

 

Equipe Padre Rodrigo Maria

Deslize para ver mais...

Veja Também:

A diferença entre Catolicismo e Espiritismo
A diferença entre Catolicismo e Espiritismo

Pode um cristão ser espírita ou umbandista? O espiritismo nega 40 verdades essenciais da doutrina cristã; ensina reencarnação; afirma a aparição dos espíritos do além, evocados pelos médiuns, e ensina muitas outras heresias opostas à doutrina cristã, negando principalmente o poder salvador de Jesus Cristo. Falando mesmo de Santos, de caridade, de oração e boas

A DIGNIDADE DO SACERDÓCIO CATÓLICO.
A DIGNIDADE DO SACERDÓCIO CATÓLICO.

Diz Santo Afonso maria de Ligório: “O empenho com que os demônios trabalham na nossa ruína, deve excitar o nosso zelo, em assegurarmos a salvação. Ó, como esses inimigos terríveis porfiam em perder um padre! Ambicionam com mais ardor a perda dum padre, que a de cem seculares, não só porque a vitória alcançada sobre um padre é para eles um triunfo mais brilhante, mas porque um padre na sua queda arrasta muitos outros desgraçados para o abismo”- (fonte : Santo Afonso de Ligório, trecho retirado do livro “A  Selva” – O Mal da Tibieza no Padre, III).

NÃO SOIS INOCENTES DIANTE DE VOSSAS OMISSÕES.
NÃO SOIS INOCENTES DIANTE DE VOSSAS OMISSÕES.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); “Calar, jamais! Gritai em cem mil línguas! Vejo que, por ter alguém calado, o mundo se arruinou e a santa igreja encontra-se pálida, sem cor, sem sangue nas veias”-(Santa Catarina de Sena). Disse São Pedro Canísio, no livro “Confissões”, página 118: “Por fim, acrescentarei algo sobre o encargo de ensinar, sobremaneira familiar aos homens de hoje. Agora, talvez mais do que nunca, a maior das necessidades é a de termos doutores que proclamem a verdadeira fé católica com grande zelo e invencível constância, que inculquem a sã doutrina num povo desejoso de novidades nocivas.

SÁBADO – DIA DEDICADO A NOSSA SENHORA
SÁBADO – DIA DEDICADO A NOSSA SENHORA

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); ORIGEM HISTÓRICA DO SÁBADO, DIA DE NOSSA SENHORA  “Um dos costumes mais antigos traçados para honrar Maria no sábado, na Igreja de Roma teve lugar no sábado antes” do Domingo de Pentecostes. Os membros recém-batizados da Igreja foram levados do batistério de São João de Latrão ao grande santuário de Maria, a Basílica de Santa Maria Maior [construída pelo Papa Libério 352-66].

QUATRO GRAVÍSSIMAS CONSEQUÊNCIAS DA COMUNHÃO NA MÃO
QUATRO GRAVÍSSIMAS CONSEQUÊNCIAS DA COMUNHÃO NA MÃO

Quatro GRAVÍSSIMAS consequências da comunhão na mão O Bispo Athanasius Schneider da uma simples e esclarecedora explicação sobre a comunhão na mão, e cita quatro GRAVÍSSIMAS consequências dessa forma de comungar. O vídeo dispensa explicações devido a clareza do bispo. Se o fiel está em estado de graça, sem pecados mortais, ele pode comungar, e

A Intercessão da Virgem Maria é necessária para nossa Salvação.
A Intercessão da Virgem Maria é necessária para nossa Salvação.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); A Santíssima Virgem é co-redentora da Humanidade, e por isso é necessária a intercessão dela para a salvação de sua alma. A intercessão de Maria Santíssima é necessária para a nossa Salvação. Por quê? Veja aqui: Uma sentença de São Bernardo diz: Cooperam para nossa ruína um homem e uma mulher. Convinha, pois, que outro homem e outra mulher cooperassem para a nossa reparação. E estes foram Jesus e Maria, sua Mãe. Não há dúvida, diz o Santo, Jesus Cristo, só, foi suficientíssimo para remir-nos. Mas conveniente era, entretanto, que para nossa reparação servissem ambos os sexos, assim como haviam cooperado ambos para a nossa ruína.

Ateísmo e suas causas – por Antonio Royo Marín, O.P.
Ateísmo e suas causas – por Antonio Royo Marín, O.P.

1. Noção e divisão O ateísmo consiste na negação radical da existência de Deus. Ateu (do grego ἄθεος = sem Deus) é o sujeito que ignora ou se nega a aceitar a existência do Ser Supremo e que, por isso, não pratica religião alguma. Existem duas classes de ateus: teóricos e práticos. a) TEÓRICOS são

SEXTA-FEIRA – DIA DEDICADO A PAIXÃO DE NOSSO SENHOR
SEXTA-FEIRA – DIA DEDICADO A PAIXÃO DE NOSSO SENHOR

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); Vamos começar nossa reflexão a partir das palavras que São João usa para sintetizar o que aconteceu na Última Ceia e na Paixão de Jesus: “Tendo amado os Seus que estavam no mundo, amou-os até o fim” (Jo 13, 1). Sexta-feira, dia de silêncio e contemplação, dia de vivenciar o mistério da Paixão de Jesus Cristo. João relata a grande trajetória de Cristo no caminho da cruz, levada sobre os ombros com o peso dos pecados da humanidade. Jesus sabia o que iria acontecer com Ele, mas era preciso que cumprisse o que estava escrito nas Escrituras, dar a vida pelos nossos pecados.

TERÇA-FEIRA – DIA DEDICADO AOS SANTOS ANJOS
TERÇA-FEIRA – DIA DEDICADO AOS SANTOS ANJOS

Na terça-feira se recorda a devoção aos santos anjos. É uma ocasião propícia para manter viva a certeza da proteção de Deus, por meio dos seus santos anjos. Além de lembrar o lugar especial dos anjos em nossa caminhada espiritual, também é importante rezar todos os dias a oração ao anjo da guarda. Os anjos

SOBRE A NECESSIDADE DE FUGIR DAS OCASIÕES DE PECADO.
SOBRE A NECESSIDADE DE FUGIR DAS OCASIÕES DE PECADO.

Um sem número de cristãos se perde por não querer evitar as ocasiões de pecado. Quantas almas lá no inferno não se lastimam e queixam: Infeliz de mim! Se tivesse evitado aquela ocasião, não estaria agora condenado por toda a eternidade! Falando aqui da ocasião de pecado, temos em vista a ocasião próxima, pois deve-se distinguir