[Sábado Santo] Que está acontecendo hoje? – A descida do Senhor à mansão dos mortos

[Sábado Santo] Que está acontecendo hoje? – A descida do Senhor à mansão dos mortos

De uma antiga Homilia no grande Sábado Santo (Séc. IV)

A descida do Senhor à mansão dos mortos

 

Que está acontecendo hoje? Um grande silêncio reina sobre a terra. Um grande silêncio e uma grande solidão. Um grande silêncio, porque o Rei está dormindo; a terra estremeceu e ficou silenciosa, porque o Deus feito homem adormeceu e acordou os que dormiam há séculos. Deus morreu na carne e despertou a mansão dos mortos.

Ele vai antes de tudo à procura de Adão, nosso primeiro pai, a ovelha perdida. Faz questão de visitar os que estão mergulhados nas trevas e na sombra da morte. Deus e seu Filho vão ao encontro de Adão e Eva cativos, agora libertos dos sofrimentos.

O Senhor entrou onde eles estavam, levando em suas mãos a arma da cruz vitoriosa. Quando Adão, nosso primeiro pai, o viu, exclamou para todos os demais, batendo no peito e cheio de admiração: “O meu Senhor está no meio de nós”. E Cristo respondeu a Adão: “E com teu espírito”. E tomando-o pela mão, disse: “Acorda, tu que dormes, levanta-te dentre os mortos, e Cristo te iluminará.

Eu sou o teu Deus, que por tua causa me tornei teu filho; por ti e por aqueles que nasceram de ti, agora digo, e com todo o meu poder, ordeno aos que estavam na prisão: ‘Saí!’; e aos que jaziam nas trevas: ‘Vinde para a luz!’; e aos entorpecidos: ‘Levantai-vos!’

Eu te ordeno: Acorda, tu que dormes, porque não te criei para permaneceres na mansão dos mortos. Levanta-te dentre os mortos; eu sou a vida dos mortos. Levanta-te, obra das minhas mãos; levanta-te, ó minha imagem, tu que foste criado à minha semelhança. Levanta-te, saiamos daqui; tu em mim e eu em ti, somos uma só e indivisível pessoa.

Por ti, eu, o teu Deus, me tornei teu filho; por ti, eu, o Senhor, tomei tua condição de escravo. Por ti, eu, que habito no mais alto dos céus, desci à terra e fui até mesmo sepultado debaixo da terra; por ti, feito homem, tornei-me como alguém sem apoio, abandonado entre os mortos. Por ti, que deixaste o jardim do paraíso, ao sair de um jardim fui entregue aos judeus e num jardim, crucificado.

Vê em meu rosto os escarros que por ti recebi, para restituir-te o sopro da vida original. Vê na minha face as bofetadas que levei para restaurar, conforme à minha imagem, tua beleza corrompida. Vê em minhas costas as marcas dos açoites que suportei por ti para retirar de teus ombros o peso dos pecados. Vê minhas mãos fortemente pregadas à árvore da cruz, por causa de ti, como outrora estendeste levianamente as tuas mãos para a árvore do paraíso.

Adormeci na cruz e por tua causa a lança penetrou no meu lado, como Eva surgiu do teu, ao adormeceres no paraíso. Meu lado curou a dor do teu lado. Meu sono vai arrancar-te do sono da morte. Minha lança deteve a lança que estava dirigida contra ti.

Levanta-te, vamos daqui. O inimigo te expulsou da terra do paraíso; eu, porém, já não te coloco no paraíso mas num trono celeste. O inimigo afastou de ti a árvore, símbolo da vida; eu, porém, que sou a vida, estou agora junto de ti. Constituí anjos que, como servos, te guardassem; ordeno agora que eles te adorem como Deus, embora não sejas Deus. Está preparado o trono dos querubins, prontos e a postos os mensageiros, construído o leito nupcial, preparado o banquete, as mansões e os tabernáculos eternos adornados, abertos os tesouros de todos os bens e o reino dos céus preparado para ti desde toda a eternidade”.

Deslize para ver mais...

Veja Também:

QUATRO GRAVÍSSIMAS CONSEQUÊNCIAS DA COMUNHÃO NA MÃO
QUATRO GRAVÍSSIMAS CONSEQUÊNCIAS DA COMUNHÃO NA MÃO

Quatro GRAVÍSSIMAS consequências da comunhão na mão O Bispo Athanasius Schneider da uma simples e esclarecedora explicação sobre a comunhão na mão, e cita quatro GRAVÍSSIMAS consequências dessa forma de comungar. O vídeo dispensa explicações devido a clareza do bispo. Se o fiel está em estado de graça, sem pecados mortais, ele pode comungar, e

RECORRER À VIRGEM MARIA, NO MOMENTO DA TENTAÇÃO.
RECORRER À VIRGEM MARIA, NO MOMENTO DA TENTAÇÃO.

Se o receio de não perseverar no bem é capaz de nos inquietar e perturbar nos períodos de paz e de tranquilidade espiritual, quanto mais facilmente o faz no momento doloroso e terrível da tentação. Quando nos encontramos em luta com o nosso mais traiçoeiro inimigo, quando o mundo, os sentidos, as criaturas nos atraem e procuram arrastar-nos para longe de Deus, que luta, que atroz agitação para a alma que não quer sucumbir e está prestes a fazê-lo!

DO APEGO DESORDENADO AOS PARENTES. (Sto Afonso Maria de Ligório)
DO APEGO DESORDENADO AOS PARENTES. (Sto Afonso Maria de Ligório)

Aquele que se entrega a Deus já não se pertence. Deixa de existir aos seus próprios olhos, não vive em si mesmo, mas nAquele a quem se entregou, e não tem outros interesses a não ser os do Mestre. Esquecer-se de si próprio, por amor, eis a grande lei de toda a vida espiritual. Esquecer-se

BENTO XVI: “FRENTE AO RELATIVISMO E A MEDIOCRIDADE, SURGE A NECESSIDADE DA RADICALIDADE”.
BENTO XVI: “FRENTE AO RELATIVISMO E A MEDIOCRIDADE, SURGE A NECESSIDADE DA RADICALIDADE”.

Nos ensinou o Papa emérito, Bento XVI: “Frente ao relativismo e a mediocridade, surge a necessidade da radicalidade. A radicalidade evangélica é estar em Cristo, firmes na fé. No momento atual se vive um eclipse de Deus, uma certa amnésia e uma verdadeira rejeição do cristianismo , uma negação do tesouro da fé recebida, com o risco de se perder o que mais profundamente caracteriza os católicos” – (Fonte: Papa Bento XVI , na jornada mundial da juventude em Madri).

A IMPORTÂNCIA DO SACRAMENTO DA CONFISSÃO
A IMPORTÂNCIA DO SACRAMENTO DA CONFISSÃO

O IMPORTANTE SACRAMENTO DA CONFISSÃO A Santa Igreja nos orienta a confessar com frequência, e isso significa aproximadamente 1 vez por mês, sendo que existe um mandamento da Igreja que nos obriga a confessar no mínimo 1 vez por ano, para pessoas que têm mais dificuldade para encontrar sacerdotes disponíveis. Assista ao vídeo do Padre

Família, a pedra no sapato do marxismo
Família, a pedra no sapato do marxismo

Texto de Ricardo Roveran Quem acredita que o comunismo acabou com a queda do Muro de Berlim, precisa se atualizar, o que afinal estará então ocorrendo na Coreia do Norte e Cuba?! O comunismo não acontece do dia para a noite, como um passe de mágica em uma varinha de condão, há um processo de passagem

Convém a um católico frequentar praias ou piscinas mistas?
Convém a um católico frequentar praias ou piscinas mistas?

UM CATÓLICO PODE FREQUENTAR PRAIAS OU PISCINAS MISTAS? Veja o que nos ensinam alguma Papas e Teólogos sobre a piscina mista e a praia moderna. Do livro “O Príncipe dos Cruzados” (compilação doutrinária inédita). A medida que a humanidade caminha para o nudismo hippie da IV Revolução, a revolução tribalista, fica cada vez mais difícil

Quando se peca gravemente contra os pais?
Quando se peca gravemente contra os pais?

No que diz respeito aos mandamentos do decálogo, muito se questiona a respeito dos pecados graves contra os pais. Isto porque muitos padres, infelizmente, descuidam de ensinar corretamente a moral católica desde os princípios mais básicos, tornando a fé católica um rigorismo cego ou um laxismo despreocupado. Dito isto, pretendemos com Santo Afonso Maria de

A ILUSÃO DE NÃO MATAR E ROUBAR
A ILUSÃO DE NÃO MATAR E ROUBAR

Quantos de nós ao tocar em assuntos da sagrada religião com alguns de nossos amigos católicos não fomos alvejados por uma emaranhado de frases relativistas que, de certa forma, até nos ofendem… Mas por que, afinal de contas, é tão ofensivo ser católico de verdade, querer viver na graça de Deus e fazer um mínimo

A realidade supera a lenda – Existe mesmo Papai Noel?
A realidade supera a lenda – Existe mesmo Papai Noel?

Existe mesmo Papai Noel? Um pouco mais cedo ou um pouco mais tarde, toda criança faz esta pergunta. E os pais podem responder facilmente a seus filhos, contando-lhes a bela vida de São Nicolau. Ricardo Basso Aproxima-se o Natal! Nos centros comerciais vê-se freqüentemente um personagem com trajes de cores vivas, despertando a curiosidade geral