SOBRE A NOSSA VIDA DE ORAÇÃO: QUEM NÃO REZA, SE CONDENA.

SOBRE A NOSSA VIDA DE ORAÇÃO: QUEM NÃO REZA, SE CONDENA.

Um bom cristão, pela manhã, assim que desperta, deve fazer o sinal da Cruz, e oferecer o coração a Deus, dizendo estas ou outras palavras semelhantes: “Meu Deus, eu vos dou o meu coração e a minha alma”. Ao levantar da cama e enquanto nos vestimos, deveríamos pensar que Deus está presente, que este dia pode ser o último da nossa vida; ademais, devemos levantar-nos e vestir-nos com toda a modéstia possível. A um bom cristão, apenas se tenha levantado e vestido, convém pôr-se na presença de Deus e ajoelhar-se, se pode, diante de alguma devota imagem, dizendo com devoção: “Eu Vos adoro, meu Deus, e Vos amo de todo o coração; dou-Vos graças por me terdes criado, feito cristão e conservado nesta noite; ofereço-Vos todas as minhas ações, e peço-Vos que neste dia me preserveis do pecado, e me livreis de todo o mal. Assim seja”.E rezar depois o Pai-Nosso, a Ave-Maria, o Credo, e os Atos de Fé, de Esperança e de Caridade, acompanhando-os com um vivo afeto do coração. O cristão, podendo, deveria todos os dias: 1º. Assistir com devoção à Santa Missa; 2º. Fazer uma visita, por breve que fosse, ao Santíssimo Sacramento; 3º. Rezar o terço do Santo Rosário. Antes do trabalho, convém oferecê-lo a Deus, dizendo do coração: “Senhor, eu Vos ofereço este trabalho, dai-me a vossa bênção”. Deve-se trabalhar para glória de Deus e para fazer a sua vontade. Antes da refeição, convém fazer o sinal da Cruz, estando de pé, e depois dizer com devoção: “Senhor, abençoai-nos a nós e ao alimento que vamos tomar, para nos conservarmos no vosso santo serviço”. Depois da refeição, convém fazer o sinal da Cruz, e dizer: “Senhor, eu Vos dou graças pelo alimento que me destes; fazei-me digno de participar da mesa celeste”. Quando nos vemos atormentados por alguma tentação, devemos invocar com fé o Santíssimo Nome de Jesus ou de Maria, ou recitar fervorosamente alguma oração jaculatória, como, por exemplo: “Dai-me a graça, Senhor, de que eu nunca Vos ofenda”; ou então fazer o sinal da Cruz, evitando porém que as outras pessoas, pelos sinais externos, suspeitem da tentação. Quando uma pessoa reconhece ou receia ter cometido algum pecado, convém fazer imediatamente um ato de contrição, e procurar confessar-se quanto antes. Quando fora da igreja se ouve o sinal de elevação da Hóstia na Missa solene, ou da bênção do Santíssimo Sacramento é bom fazer, ao menos com o coração, um ato de adoração, dizendo, por exemplo: “Graças e louvores se dêem a todo o momento ao Santíssimo e diviníssimo Sacramento”. Ao toque das Ave-Marias [pela manhã, ao meio-dia e à noite], o bom cristão recita o Anjo do Senhor [“Angelus”] com três Ave-Marias. À noite, antes de se deitar, convém pôr-se, como de manhã, na presença de Deus, recitar devotamente as mesmas orações, fazer um breve exame de consciência, e pedir perdão a Deus dos pecados cometidos durante o dia. Antes de adormecer, farei o sinal da Cruz, pensarei que posso morrer esta noite, e oferecerei o coração a Deus, dizendo: “Meu Senhor e meu Deus, eu Vos dou todo o meu coração. Trindade Santíssima, concedei-me a graça de bem viver e de bem morrer. Jesus, Maria e José, eu Vos encomendo a minha alma’. No decurso do dia pode-se invocar a Deus freqüentemente com as orações breves que se chamam “jaculatórias”. [Eis algumas:]. “Senhor, valei-me”; “Senhor, seja feita a vossa santíssima vontade”; “Meu Jesus, eu quero ser todo vosso”; “Meu Jesus, misericórdia”; “Doce Coração de Jesus, que tanto nos amou, fazer que eu Vos ame cada vez mais”; “Doce Coração de Maria, sede minha salvação”; É muito útil recitar, durante o dia, muitas jaculatórias, e podem recitar-se também com o coração, ser preferir palavras, caminhando, trabalhando, etc. Além das orações jaculatórias, o cristão deveria exercitar-se na “mortificação cristã”. Mortificar-se quer dizer privar-se, por amor a Deus, daquilo que agrada, e aceitar o que desagrada aos sentidos ou ao amor-próprio. Quando é o Santíssimo Sacramento levado a um enfermo, devemos, sendo possível, acompanhá-Lo com modéstia e recolhimento; e, se não é possível acompanhá-Lo, fazer um ato de adoração em qualquer lugar que nos encontremos, e dizer: “Consolai, Senhor, este enfermo, e concedei-lhe a graça de se conformar com a vossa santíssima vontade e de conseguir a sua salvação”. Ouvindo tocar o sino pela agonia de algum moribundo, irei, se puder, à igreja orar por ele; e, não podendo, encomendarei a Nosso Senhor a sua alma, pensando que dentro em breve hei de encontrar-me também eu nesse estado. Ao ouvir sinais pela morte de alguém, procurarei rezar um “De profundis” ou um “Réquiem”, ou um Pai-Nosso e uma Ave-Maria, pela alma desse defunto, e renovarei o pensamento da morte – (FONTE: Catecismo maior de São Pio X).

Este trecho do Catecismo escrito pelo grande Papa São Pio X, nos leva, obrigatoriamente, a ter uma profunda vida de oração, 24 horas por dia. Estarmos sempre ao lado de Nosso Senhor, e de sua mãe, a Santíssima Virgem Maria. Vida está de oração diária, que tem como fim maior e mais sublime, a participação no Santo Sacrifício da Missa. Outro grande santo, Santo Afonso Maria de Ligório, também escreveu em seu livro “A Oração” sobre a necessidade que temos de ter uma profunda vida de oração, chegando o santo a afirmar que: “Quem reza se salva, e quem não reza, se condena”. Ele traça uma vida de oração e regras de vida Cristã, a fim de que sirva de inspiração para muitas pessoas que precisem vencer a tibieza e a aridez espiritual, bem como melhorar as orações do nosso dia a dia. Aconselho fortemente aos que puderem, a comprar o livro, se desejarem saber mais sobre a oração. O livro é um tesouro, realmente vale a pena comprá-lo para a edificação de nossa vida espiritual. Vou fazer abaixo, um brevíssimo resumo, sobre a importância da oração, como descreve Santo Afonso em seu livro:

1-Primeiramente devemos rezar por nós, e pela nossa salvação, quando Cristo falou no evangelho: “Tudo o que pedirdes ao Pai em meu nome, vo-lo farei – (São João 14, 13), Nosso Senhor se referia graças referente à nossa salvação. Portanto devemos rezar para pedir virtudes que ainda não temos, isso Deus nunca irá nos negar. Quando pedimos bens temporais, nem sempre Deus nos atenderá, pois pode ser algo que venha a prejudicar a nossa salvação. 2- A Meditação (oração mental) NÃO tem valor algum, e até se torna perigosa, se nós não praticamos de alguma forma aquilo que meditamos. Por exemplo, meditamos sobre a Humildade, portanto é necessário praticar a humildade durante aquele dia para que a meditação tenha algum valor para nós. Meditar e achar que tá tudo bem (sem praticar), faz a gente achar que aderimos aquele ensinamento, e que não precisamos melhorar n´Ele. E também, por que quando mais conhecemos sobre as virtudes e as verdades de nossa fé, mais seremos cobrados. Exemplificando então: meditamos de manhã sobre a humildade, o dia todo praticamos a humildade, e a noite pedimos a Deus que ele NOS DÊ mais humildade. Nisto consiste a oração que agrada a Deus. Pois todos os nossos pedidos a Deus, antes de qualquer coisa deve ser em vista de nossa salvação. 3- Devemos orar pelos outros, principalmente a família. A oração para conversão dos outros, é a que MAIS AGRADA A DEUS, e se pedirmos com FÉ, Deus NUNCA vai nos negar, se ele não ouviu é por que pedimos mal. 4-Também devemos rezar por todas as pessoas do purgatório, Santo Afonso diz que se rezarmos pelas almas do purgatório, quando estivermos todos no céu, seremos saldados por elas “Obrigado, foi por tuas orações, que eu me salvei”. E também, Deus permitirá que pessoas rezem por nossa alma quando também estivermos lá. Santo Afonso traça um “manual” de como rezar bem, e é necessário que comecemos aos poucos. Se você leitor, quiser fazer tudo o que está descrito aqui de um dia para o outro, corre sério risco de fazer um dia ou dois, e abandonar tudo, por se tratar de uma vida de oração muito rígida e que muitas pessoas não estão acostumadas. Portanto aconselho a iniciar aos poucos. A Primeira oração que um Católico deve fazer todos os dias é rezar o Santo Rosário. Isso é nosso dever rezar todos os dias, em segundo lugar vem a meditação (oração mental). O resto será acrescentado depois (novenas, orações, ladainhas, devoções etc). Depois destas ressalvas, vamos á um pequeno texto retirado aleatoriamente do livro, escrito inteiramente por Santo Afonso Maria de Ligório. Acompanhem:

“Todos os dias fazer meia hora de oração mental e pelo menos um quarto de hora de leitura de algum livro espiritual. Participar da Santa Missa . Fazer visita ao Santíssimo Sacramento e à Mãe de Deus. Rezar o Rosário. À noite, fazer o exame de consciência, ato de arrependimento, os atos cristãos e rezar a Ladainha de Nossa Senhora . Confessar-se e comungar se possível diariamente .Escolher um bom confessor, instruído e piedoso; seguir suas orientações tanto no tocante aos atos de devoção, como nas questões importantes; não abandoná-lo sem motivo grave. Evitar a ociosidade, as más companhias, as conversas inconvenientes e, principalmente, as ocasiões de pecado, especialmente quando há perigo para a castidade. Nas tentações, principalmente nas impuras, fazer logo o sinal da Cruz e invocar os nomes de Jesus e Maria, enquanto durar a tentação . Se cometer algum pecado , arrepender-se logo e resolver emendar-se. Se o pecado for grave, confessar-se o quanto antes. Sempre que possível ouvir as pregações; pertencer a alguma irmandade ou grupo, ali procurando apenas a salvação eterna. Nas situações desagradáveis, doenças, perdas, perseguições, conformar-se com a vontade de Deus e ficar em paz, dizendo: “Assim Deus quer, assim seja!”. Todos os anos fazer os Exercícios Espirituais em alguma casa religiosa ou algum lugar retirado. Ou pelo menos, fazê-lo em casa mesmo, dedicando-se o mais possível à oração, às leituras e ao silêncio. Do mesmo modo fazer um dia de retiro, cada mês, evitando as conversas e recebendo a eucaristia. Modo Prático de fazer a oração mental: Como preparação diga : I. Meu Deus, creio que estais aqui presente. Eu vos adoro com todo o meu ser ; II. Senhor mereceria estar agora no inferno; arrependo-me de vos haver ofendido; perdoai-me ; III. Pai Eterno, por amor de Jesus e de Maria, iluminai-me. Depois recomende-se a São José, ao Anjo da Guarda, ao Santo Padroeiro. De manhã ao levantar-se tendo feito o sinal da Cruz, faça os seguintes atos de adoração, de amor, de agradecimento, de propósito e de súplica : Meu Deus, eu vos adoro e vos amo com todo o meu ser ; Agradeço todos os vossos benefícios, especialmente o de me terdes conservado nesta noite ; Eu vos ofereço as minhas ações, os meus sofrimentos deste dia, em união com as ações e os sofrimentos de Jesus e de Maria, com a intenção de ganhar todas as indulgências que puder; Proponho-me a fugir de todos os pecados, (é bom fazer um propósito particular, quanto ao defeito em que mais se cai). Nos contratempos quero conformar-me sempre à vossa vontade. Meu Jesus guardai-me; Maria, protegei-me sob vosso manto. Pai eterno, ajudai-me por amor de Jesus e de Maria. Meu anjo da guarda, meus Santos padroeiros, acompanhai-me. Reze depois o Pai Nosso, a Ave Maria, o Credo e três Aves Marias em honra e pureza de Nossa Senhora. Faça atos de humildade, de agradecimento e, principalmente, de arrependimento e amor. Diga: “Senhor, fazei de mim o que quiserdes, ajudai-me a conhecer o que quereis de mim; quero fazer o que vos agrada.” Ore muito pedindo a Deus a perseverança, o amor, a luz, a força para fazer sempre a vontade divina, a graça de orar sempre. Antes de terminar a oração, faça um propósito particular, de evitar alguma falha mais frequente. Nunca deixe de recomendar a Deus as almas do Purgatório e os pecadores” – (Fonte: Santo Afonso Maria de Ligório, livro “A Oração”.

Comentário: Com a crise em que a Igreja se encontra, é muito difícil encontrar um bom diretor espiritual. Temos que tomar muito cuidado com o sacerdote que escolhemos para ser nosso diretor, pois como bem disse Santo Afonso, “Deve ser douto e piedoso, e fiel a tradição”. Não é nenhum pouco aconselhável ter um sacerdote modernista para nos ajudar, muito menos da teologia da libertação que é o que muito vemos hoje em dia. Portanto, busquemos um bom padre. E também, não esquecer de pedir a Deus está graça como fez Santa Faustina. Na falta de um bom sacerdote, podemos rezar com amigos próximos, e familiares. Santo Afonso aconselha também fazer retiros tendo em vista o SILÊNCIO. Digo isso e fiz questão de grifar esta parte, pois o silêncio é o que menos encontramos em retiros hoje em dia. Infelizmente o que vemos nos retiros hoje não são nada edificantes: músicas protestantes, muito barulho, e o necessaríssimo silêncio não existe. Essa parte pode ser omitida, se por acaso não encontrarmos um bom lugar, fiel as doutrinas e aos ensinamentos católicos em nossa cidade. Podemos no lugar, tentar ficar em silêncio em casa, e intensificar as nossas orações.

 

Equipe Padre Rodrigo Maria

Deslize para ver mais...

Veja Também:

QUARTA-FEIRA DE CINZAS
QUARTA-FEIRA DE CINZAS

No próximo dia 1º de março, a Igreja celebra a Quarta-feira de Cinzas, dando início à Quaresma, tempo de preparação para a Páscoa. Recordamos algumas coisas essenciais que todo católico precisa saber para poder viver intensamente este tempo. 1. O que é a Quarta-feira de Cinzas? É o primeiro dia da Quaresma, ou seja, dos

A IOGA É UMA ATIVIDADE DEMONÍACA – (PE. Gabriele Amorth)
A IOGA É UMA ATIVIDADE DEMONÍACA – (PE. Gabriele Amorth)

Diversas religiões orientais têm sido introduzidas no Brasil, provocando interesse no público. O bloco mais denso provém da Índia. Traz duas notórias características: o panteísmo (tudo é divindade, e vice-versa) e o reencarnacionismo, doutrina ligada à anterior, pois se não há um Deus distinto do homem, é o homem mesmo quem se salva; se não o consegue numa encarnação, há

Enquanto a modéstia não for colocada em prática, a sociedade vai continuar a degradar. (Papa Pio XII)
Enquanto a modéstia não for colocada em prática, a sociedade vai continuar a degradar. (Papa Pio XII)

Disse Nossa Senhora, em Fátima, 1917: “Serão introduzidas certas modas que ofenderão muito Nosso Senhor”. Ante o crescimento de um culto materialista a entidades maternas pagãs, é preciso lembrar que a verdadeira mãe da humanidade é aquela cujo fruto nos alimenta para a eternidade. São Padre Pio de Pietrelcina dizia sobre a modéstia: “As mulheres

NULIDADE MATRIMONIAL
NULIDADE MATRIMONIAL

A Igreja não anula uniões sacramentais validamente contraídas e consumadas, mas pode, após processo detalhado, reconhecer que nunca houve casamento, mesmo nos casos em que todos o tinham como válido. Mas isso, só quem pode decidir é a Santa Igreja, não a consciência de qualquer um, isso, jamais. Sobre O CONCEITO DE MATRIMÔNIO SACRAMENTAL, nos

A ILUSÃO DA MISERICÓRDIA SEM CONVERSÃO E SEM ARREPENDIMENTO.
A ILUSÃO DA MISERICÓRDIA SEM CONVERSÃO E SEM ARREPENDIMENTO.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); NÃO SABES QUE A BENIGNIDADE DE DEUS TE CONVIDA À PENITÊNCIA? (RM 2,4)  Diz Santo Agostinho: “Se Deus espera com paciência, não espera sempre. Pois, se o Senhor sempre nos tolerasse, ninguém se condenaria; ora, é larga a porta e espaçoso o caminho que leva à perdição, e muitos são os que entram por ele. Quem ofende a Deus, fiado na esperança de ser perdoado, é um escarnecedor e não um penitente”.

A Importância da Devoção dos Cinco Primeiros Sábados
A Importância da Devoção dos Cinco Primeiros Sábados

“Deus quer estabelecer no mundo a devoção a meu Imaculado Coração” A devoção dos Cinco Primeiros Sábados Na terceira aparição, em Fátima, a 13/7/1917, a SSma. Virgem anunciou que viria pedir a comunhão reparadora nos primeiros sábados”. Mais tarde, a 10/12/1925, quando a Irmã Lúcia já estava na Casa das Dorotéias, em Pontevedra, na Espanha,

A BANALIZAÇÃO DA SAGRADA COMUNHÃO
A BANALIZAÇÃO DA SAGRADA COMUNHÃO

  A MUDANÇA DA PRÁXIS RELATIVA À RECEPÇÃO DA SAGRADA COMUNHÃO Por Padre José Eduardo Até o século XIX, os critérios para comungar eram doutrinalmente tão exigentes que, na prática, poucas pessoas comungavam. Considerava-se que, para além de uma preparação que eu chamaria de negativa — o fiel não deveria ter consciência de nenhum pecado

INDULGÊNCIA – A GRANDE MISERICÓRDIA DE DEUS DESCONHECIDA POR QUASE TODOS OS CRISTÃOS
INDULGÊNCIA – A GRANDE MISERICÓRDIA DE DEUS DESCONHECIDA POR QUASE TODOS OS CRISTÃOS

INDULGÊNCIA – A GRANDE MISERICÓRDIA DE DEUS DESCONHECIDA POR QUASE TODOS OS CRISTÃOS Clique acima para assistir ao vídeo do Padre Rodrigo Maria … Para lucrar uma INDULGÊNCIA PLENÁRIA é preciso preencher algumas condições condições: a) confissão sacramental – cada confissão vale para as indulgências obtidas até uns 15 dias antes e para as que

Qual idade e disposições ensinadas pela Igreja para que as crianças recebam os Sacramentos da Confissão e da Comunhão?
Qual idade e disposições ensinadas pela Igreja para que as crianças recebam os Sacramentos da Confissão e da Comunhão?

Gostaria de lembrar a doutrina da Igreja acerca da primeira comunhão das crianças feita na idade em que elas começam a ter o uso da razão, quer dizer, em torno dos sete anos. Relembrarei simplesmente as palavras de São Pio X em seu decreto Quam Singulari de 1910 – recomendo a todos que o leiam – em que

DIANTE DE UM MUNDO CADA VEZ MAIS ANTICRISTÃO.
DIANTE DE UM MUNDO CADA VEZ MAIS ANTICRISTÃO.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); “Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar…..”(ef6,12) Nos diz o venerável Cardeal Fulton Sheen: “Nós estamos vivendo nos dias do Apocalipse – os últimos dias da nossa era… as duas grandes forças do Corpo Místico de Cristo e do Corpo Místico do Anticristo estão começando a desenhar as linhas de batalha para o embate final. O Falso Profeta terá uma religião sem a cruz. Uma religião sem um mundo vindouro. Uma religião para destruir as religiões. E o falso profeta vai criar uma outra. A falsa igreja é mundana, ecumênica e global. Vai ser uma federação de igrejas.