TORNEI-ME, ACASO, VOSSO INIMIGO, PORQUE VOS DISSE A VERDADE?

TORNEI-ME, ACASO, VOSSO INIMIGO, PORQUE VOS DISSE A VERDADE?

Disse certa vez, um dos maiores Santos e Doutores da Igreja, o Grande Santo Atanásio: “Se o mundo for contra a Verdade, então Atanásio será contra o mundo”. Ora, o que é a Verdade? Nosso Senhor Jesus Cristo!! pois Ele mesmo disse: “Eu sou o caminho, a Verdade e a Vida…”. Santo Ângelo, um dos mais importantes santos na Ordem do Carmo, enquanto estava no deserto, por um período de cinco anos, em que viveu totalmente solitário, recebeu a seguinte revelação de Nosso Senhor: “Sabe Ângelo, Servo meu, a cidade de Jerusalém, a Galileia e toda a terra da promissão, Capadócia e Egito, com muitas regiões da Ásia e da África, passados poucos anos, irão de todo ao poder dos Ismaelitas, as Igrejas, os Templos que tu vês agora, onde se celebram os louvores divinos, serão destruídos, e as cerimônias, costumes e observâncias dos cristãos em tudo, quase serão reduzidos a nada. E o poder de Maomé e de seus sucessores crescerá sempre mais e atemorizará quase todas as gentes e será com isto amedrontada e molestada toda a Europa, e virá fogo, sangue, ruína e quase total destruição e haverá grande aflição e crescerá o furor e ira sobre os filhos da ingratidão. Estas coisas virão pela abominação daqueles que edificam Babilônia, dissipam o Santuário e sustentam o povo da maldade, ódio e rancor e o arrastam à crueldade, desonestidade, malícia e pecado”. Então Santo Ângelo disse“Quando, meu Senhor, isso há de suceder?” Cristo respondeu-lhe: “Quando a Igreja, despojada de seu esplendor jazer como uma viúva, quando a Cadeira do Pontífice Romano seja posta em contradição, quando se levantarem os hipócritas com cor e pretexto de santidade e religião, defraudarem os povos, e a Igreja estiver cheia de seitas, nas quais reinarão a soberba, ambição, luxúria, com todo o esquadrão de seus filhos: quando os príncipes divididos guerrearem, e um Bispo estiver contra outro, e as mulheres se tornarem ministras em lugar dos sacerdotes, e quase seja tirada toda a paz do mundo, e da discórdia nasça a morte, quando os hereges prevalecereme a verdadeira Fé estiver quase extinta e os seus pregadores se derem a vaidades e loucuras; então meu Eterno Pai mandará o seu furor e permitirá que os filhos da ingratidão sejam atormentados pelos inimigos do meu Nome. Todas estas calamidades lhes sobrevirão por seus pecados”. E tendo Cristo dito isto, desapareceu aos olhos de Santo Ângelo em uma nuvem alvíssima – (Esta revelação se encontra na vida de Santo Ângelo, escrita por Enoc, Patriarca de Jerusalém)

Deve-nos trazer grande admiração a notícia de que uma profecia como esta, escrita no século XIII esteja se cumprindo tão perfeitamente nos nossos dias. De fato, a Igreja, agora sem o seu esplendor, jaz como uma viúva triste e amordaçada. A Cátedra de Pedro já não se apresenta como o baluarte seguro da doutrina imutável. . Vejamos como os Bispos estão uns contra os outros, e como reinam a soberba e a luxúria! Encontramos “a Fé quase extinta e os seu pregadores repletos de vaidades e loucuras”. Quanto às “ministras”, disse por estes dias o Cardeal Burke:“Com exceção do padre, o santuário se encheu de mulheres. As atividades da paróquia e até da liturgia se tornaram tão femininas em diversos lugares, que os homens não querem mais se envolver”. Sem dúvida, podemos nos remeter à profecia que diz: “teus príncipes profanaram meu santuário. Então entreguei Jacó ao anátema e Israel às injúrias” – (Is. 43,28). Nos ensina São Paulo Apóstolo: “Estai de sobreaviso, para que ninguém vos engane com filosofias e vãos sofismas baseados nas tradições humanas, nos rudimentos do mundo, em vez de se apoiar em Cristo” -(Cl 2,8).A Esposa do Cordeiro, está mesmo sob forte ataque interno.A apostasia tomou conta do clero, dos religiosos e dos leigos, em sua imensa e esmagadora maioria. Diz a Sagrada Escritura: “Ninguém de modo algum vos engane. Porque primeiro deve vir a apostasia, e deve manifestar-se o homem da iniqüidade, o filho da perdição, o adversário, aquele que se levanta contra tudo o que é divino e sagrado, a ponto de tomar lugar no templo de Deus, e apresentar-se como se fosse Deus” – (2 Ts. 2, 3-4). Com imensa tristeza, assistimos a cada ano que passa, um aumento cada vez maior, na descaracterização da nossa Igreja Católica, de tal forma, que se formos comparar a sua situação atual com a de algumas décadas passadas, poderíamos afirmar, sem nenhum exagero, que essa de hoje parece claramente outra igreja. Pelo estado em que a Igreja Católica hoje se encontra hoje, será que Ela ainda pode estar agradando a Deus?

São três os pilares de nossa Fé católica: Sagrada Tradição, Sagrada Escritura e Sagrado Magistério. TRADIÇÃO: Então, irmãos, estai firmes e retende as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa – (2 Tessalonicenses 2,15). MAGISTÉRIO: A Igreja é a casa de Deus a coluna e sustentação da verdade – (1 Timóteo 3,15). SAGRADA ESCRITURA: Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para ensinar, para repreender, para corrigir e para formar na justiça – (2 Timóteo 3,16)

Na realidade, a única e imutável Verdade, não pode desenvolver, e, portanto progredir, como jamais progrediu durante dois mil anos, por meio de contradições. As contradições doutrinárias na Igreja, sempre foram denominadas erros ou heresias, e condenadas com anátemas.

O nome de São Tomás de Aquino é um marco para todos aqueles que buscam a verdade. Entretanto, nos pormenores de sua vida e em sua extraordinária personalidade, descobrimos mais do que um teólogo: um grande Santo e Doutor da Igreja Católica. Disse São Tomás de Aquino: “Surgindo perigo iminente pára a Fé, os Prelados devem ser questionados, mesmo publicamente, pelos seus súditos. Assim, São Paulo, que estava sujeito a São Pedro, questionou-o publicamente pelo iminente perigo de escândalo em matéria de Fé. E, tal como Santo Agostinho o interpreta na sua Glosa (Gálatas 2, 14), São Pedro deu o exemplo a todos os que governam para que, ao desviarem-se do caminho reto, não rejeitem a correção como inútil, ainda que venha de súditos” – (Fonte: Summa Theologica, Turin/Rome: Marietti, 1948, II-II, q.33, a.4)

O próprio Deus, diz São Paulo, lhes enviará um poder que os enganará e os induzirá a acreditar no erro – (2 Tes 2, 10-11). Que castigo mais terrível pode haver que uma hierarquia desorientada? Isso é precisamente o que nossa Senhora anunciou na terceira parte do Segredo de Fátima: A Igreja e sua hierarquia, sofrerão uma desorientação diabólica, que corresponde ao que Apocalipse nos fala sobre o combate da mulher contra o dragão. Mas, a Santíssima Virgem nos assegura que no final desta luta seu Imaculado Coração triunfará. Ela vencerá a grande apostasia, fruto do liberalismo. Uma razão para não ficarmos de braços cruzados! Devemos lutar mais do que nunca pelo Reinado Social de Nosso Senhor Jesus Cristo. É necessário resistir. É necessário construir enquanto outros destroem. É necessário reconstruir as cidadelas em ruínas, reconstruir os bastiões da fé. Primeiro, o Santo Sacrifício da Missa de sempre, formador de santos. Depois, nossas capelas, que são verdadeiramente nossas paróquias, os mosteiros, as famílias numerosas, as escolas católicas, as empresas fiéis à doutrina social da Igreja, os políticos determinados a fazer política por Jesus Cristo. Devemos restaurar um conjunto de costumes, a vida social e os reflexos cristãos, com a amplitude de vida que Deus disponha. A única coisa que sei, e a fé nos ensina, é que Nosso Senhor deve reinar neste mundo, agora, e não apenas ao fim dele, tal como querem os liberais!

Como já foi dito: Não se opor ao erro é aprova-lo. Que a hierarquia, se cerque de vigorosos defensores da fé, que os designe em dioceses importantes. Que se digne por documentos importantes proclamar a verdade, perseguir e condenar o erro, sem temor das contradições, sem temor dos cismas, sem respeito humano, encorajar os bispos a endireitar a fé, que excomunguem aos pecadores obstinados que não queiram se emendar, após serem advertidos e corrigidos. Que sejam de fato, e de direito, verdadeiros Pastores, e arranquem suas ovelhas das garras do demônio, e não lobos em pele de cordeiro, levando lentamente suas ovelhas para a boca do inferno, da condenação eterna, ao lhes oferecer um ALIMENTO ENVENENADO. A profecia, queixa que Nosso Senhor fez a Santo Ângelo, tão atual, se apresenta para nós como uma advertência muito importante. Busquemos alcançar de Deus, entre jejuns, lágrimas, cinzas, mortificações, e muito combate, muita luta, o perdão de nossos pecados e a misericórdia para este nosso século, que avança por entre tantas calamidades e contradições. Devemos ter o espírito missionário que é o verdadeiro espírito da Igreja, fazer tudo pelo Reino de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo a divisa de nosso Santo Papa, São Pio X, QUE DIZIA: Instaurare omnia in Christo”, restaurar tudo em Cristo, e sofrer como Nosso Senhor em sua Paixão para a salvação das almas, para o triunfo da Verdade. “In hoc natus sum, disse Nosso Senhor a Pilatos, ut testimonium perhibeam veritatiEu nasci para dar testemunho da Verdade”

 “Tornei-me, acaso, vosso inimigo, porque vos disse a verdade?” – (Gálatas 4, 16). Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!! Salve Maria!! Viva Cristo Rei!!
Equipe Padre Rodrigo Maria
Deslize para ver mais...

Veja Também:

Guardar domingos e festas de guarda – Lista dos dias santos de obrigação do catolicismo
Guardar domingos e festas de guarda – Lista dos dias santos de obrigação do catolicismo

Lista dos dias santos de obrigação do catolicismo Baseando-se no terceiro mandamento da Lei de Deus (guardar os domingos e festas de guarda), a Igreja Católica estipula que todos os católicos são obrigados a irem à missa em todos os domingos e festas de guarda. Por isso, está obrigatoriamente nos Cinco Mandamentos da Igreja Católica.

Indulgências Plenárias para o Dia de Finados
Indulgências Plenárias para o Dia de Finados

Indulgências Plenárias para o Dia de Finados Ao fiel que visitar devotamente um cemitério e rezar, mesmo em espírito, pelos defuntos, concede-se indulgências aplicável às almas do Purgatório. Esta indulgência será plenária (cumprindo as 4 condições), cada dia, de 01 a 08 de novembro; nos outros dias do ano será parcial; Como fazer para adquirir

UM SUÍCIDA ESTÁ CONDENADO?
UM SUÍCIDA ESTÁ CONDENADO?

Antigamente se pensava que sim, embora a Igreja nunca tenha ensinado isso oficialmente; pois ela nunca disse o nome de um condenado. Hoje, com a ajuda da psicologia e psiquiatria, sabemos que a culpa do suicida pode ser muito diminuída devido a seu estado de alma. O Catecismo da Igreja Católica ensina que: §2280 Cada

CAMPANHA CONTRA OS SACRILÉGIOS E PROFANAÇÕES AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO
CAMPANHA CONTRA OS SACRILÉGIOS E PROFANAÇÕES AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO

CAMPANHA CONTRA OS SACRILÉGIOS E PROFANAÇÕES AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO #PelaComunhaoNaBoca Iniciemos uma grande campanha junto aos fiéis e também aos sacerdotes para honrar Nosso Senhor no Santíssimo Sacramento do Altar, incentivando a comunhão na boca e o tanto quanto possível, de joelhos. E dessa forma, possamos evitar muitos sacrilégios e roubos à Santíssima Eucaristia. Aconselhamos

A DIGNIDADE DO SACERDÓCIO CATÓLICO.
A DIGNIDADE DO SACERDÓCIO CATÓLICO.

Diz Santo Afonso maria de Ligório: “O empenho com que os demônios trabalham na nossa ruína, deve excitar o nosso zelo, em assegurarmos a salvação. Ó, como esses inimigos terríveis porfiam em perder um padre! Ambicionam com mais ardor a perda dum padre, que a de cem seculares, não só porque a vitória alcançada sobre um padre é para eles um triunfo mais brilhante, mas porque um padre na sua queda arrasta muitos outros desgraçados para o abismo”- (fonte : Santo Afonso de Ligório, trecho retirado do livro “A  Selva” – O Mal da Tibieza no Padre, III).

A realidade supera a lenda – Existe mesmo Papai Noel?
A realidade supera a lenda – Existe mesmo Papai Noel?

Existe mesmo Papai Noel? Um pouco mais cedo ou um pouco mais tarde, toda criança faz esta pergunta. E os pais podem responder facilmente a seus filhos, contando-lhes a bela vida de São Nicolau. Ricardo Basso Aproxima-se o Natal! Nos centros comerciais vê-se freqüentemente um personagem com trajes de cores vivas, despertando a curiosidade geral

FALSAS DOUTRINAS
FALSAS DOUTRINAS

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); Guardai-vos dos falsos profetas Desde que o trigo do evangelho foi semeado no chão da humanidade por nosso divino redentor, o maligno se apressou em espalhar o joio das falsas doutrinas e das falsas religiões, para afastar o povo da verdadeira redenção. Tu és Pedro, e sobre essa pedra edificarei minha igreja. (Mt 16,18)

QUARTA-FEIRA DE CINZAS
QUARTA-FEIRA DE CINZAS

No próximo dia 1º de março, a Igreja celebra a Quarta-feira de Cinzas, dando início à Quaresma, tempo de preparação para a Páscoa. Recordamos algumas coisas essenciais que todo católico precisa saber para poder viver intensamente este tempo. 1. O que é a Quarta-feira de Cinzas? É o primeiro dia da Quaresma, ou seja, dos

DO APEGO DESORDENADO AOS PARENTES. (Sto Afonso Maria de Ligório)
DO APEGO DESORDENADO AOS PARENTES. (Sto Afonso Maria de Ligório)

Aquele que se entrega a Deus já não se pertence. Deixa de existir aos seus próprios olhos, não vive em si mesmo, mas nAquele a quem se entregou, e não tem outros interesses a não ser os do Mestre. Esquecer-se de si próprio, por amor, eis a grande lei de toda a vida espiritual. Esquecer-se

O verdadeiro ecumenismo se faz pela Total Consagração à Virgem Maria.
O verdadeiro ecumenismo se faz pela Total Consagração à Virgem Maria.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); Ecumênico é tradicionalmente sinônimo de universal. Daí, por exemplo, denominar-se Concílios Ecumênicos os concílios que, presididos pelo Papa, se fazem com todos os bispos católicos do mundo. Distinguem-se dos concílios diocesanos ou regionais. Nesse sentido, está na missão da Igreja Católica trabalhar ardentemente por um são ecumenismo, e os católicos devem desejar de todo coração a conversão do maior número de almas, de maneira que haja “um só rebanho e um só Pastor”. Porém, o termo “ecumenismo” passou por transformações, e não raro, hoje em dia, acabou designando uma espécie de compromisso entre a verdade e o erro, inaceitável para um católico. Os adeptos desse novo “ecumenismo” colocam todo seu empenho em reduzir à mínima expressão as verdades católicas.