TORNEI-ME, ACASO, VOSSO INIMIGO, PORQUE VOS DISSE A VERDADE?

TORNEI-ME, ACASO, VOSSO INIMIGO, PORQUE VOS DISSE A VERDADE?

Disse certa vez, um dos maiores Santos e Doutores da Igreja, o Grande Santo Atanásio: “Se o mundo for contra a Verdade, então Atanásio será contra o mundo”. Ora, o que é a Verdade? Nosso Senhor Jesus Cristo!! pois Ele mesmo disse: “Eu sou o caminho, a Verdade e a Vida…”. Santo Ângelo, um dos mais importantes santos na Ordem do Carmo, enquanto estava no deserto, por um período de cinco anos, em que viveu totalmente solitário, recebeu a seguinte revelação de Nosso Senhor: “Sabe Ângelo, Servo meu, a cidade de Jerusalém, a Galileia e toda a terra da promissão, Capadócia e Egito, com muitas regiões da Ásia e da África, passados poucos anos, irão de todo ao poder dos Ismaelitas, as Igrejas, os Templos que tu vês agora, onde se celebram os louvores divinos, serão destruídos, e as cerimônias, costumes e observâncias dos cristãos em tudo, quase serão reduzidos a nada. E o poder de Maomé e de seus sucessores crescerá sempre mais e atemorizará quase todas as gentes e será com isto amedrontada e molestada toda a Europa, e virá fogo, sangue, ruína e quase total destruição e haverá grande aflição e crescerá o furor e ira sobre os filhos da ingratidão. Estas coisas virão pela abominação daqueles que edificam Babilônia, dissipam o Santuário e sustentam o povo da maldade, ódio e rancor e o arrastam à crueldade, desonestidade, malícia e pecado”. Então Santo Ângelo disse“Quando, meu Senhor, isso há de suceder?” Cristo respondeu-lhe: “Quando a Igreja, despojada de seu esplendor jazer como uma viúva, quando a Cadeira do Pontífice Romano seja posta em contradição, quando se levantarem os hipócritas com cor e pretexto de santidade e religião, defraudarem os povos, e a Igreja estiver cheia de seitas, nas quais reinarão a soberba, ambição, luxúria, com todo o esquadrão de seus filhos: quando os príncipes divididos guerrearem, e um Bispo estiver contra outro, e as mulheres se tornarem ministras em lugar dos sacerdotes, e quase seja tirada toda a paz do mundo, e da discórdia nasça a morte, quando os hereges prevalecereme a verdadeira Fé estiver quase extinta e os seus pregadores se derem a vaidades e loucuras; então meu Eterno Pai mandará o seu furor e permitirá que os filhos da ingratidão sejam atormentados pelos inimigos do meu Nome. Todas estas calamidades lhes sobrevirão por seus pecados”. E tendo Cristo dito isto, desapareceu aos olhos de Santo Ângelo em uma nuvem alvíssima – (Esta revelação se encontra na vida de Santo Ângelo, escrita por Enoc, Patriarca de Jerusalém)

Deve-nos trazer grande admiração a notícia de que uma profecia como esta, escrita no século XIII esteja se cumprindo tão perfeitamente nos nossos dias. De fato, a Igreja, agora sem o seu esplendor, jaz como uma viúva triste e amordaçada. A Cátedra de Pedro já não se apresenta como o baluarte seguro da doutrina imutável. . Vejamos como os Bispos estão uns contra os outros, e como reinam a soberba e a luxúria! Encontramos “a Fé quase extinta e os seu pregadores repletos de vaidades e loucuras”. Quanto às “ministras”, disse por estes dias o Cardeal Burke:“Com exceção do padre, o santuário se encheu de mulheres. As atividades da paróquia e até da liturgia se tornaram tão femininas em diversos lugares, que os homens não querem mais se envolver”. Sem dúvida, podemos nos remeter à profecia que diz: “teus príncipes profanaram meu santuário. Então entreguei Jacó ao anátema e Israel às injúrias” – (Is. 43,28). Nos ensina São Paulo Apóstolo: “Estai de sobreaviso, para que ninguém vos engane com filosofias e vãos sofismas baseados nas tradições humanas, nos rudimentos do mundo, em vez de se apoiar em Cristo” -(Cl 2,8).A Esposa do Cordeiro, está mesmo sob forte ataque interno.A apostasia tomou conta do clero, dos religiosos e dos leigos, em sua imensa e esmagadora maioria. Diz a Sagrada Escritura: “Ninguém de modo algum vos engane. Porque primeiro deve vir a apostasia, e deve manifestar-se o homem da iniqüidade, o filho da perdição, o adversário, aquele que se levanta contra tudo o que é divino e sagrado, a ponto de tomar lugar no templo de Deus, e apresentar-se como se fosse Deus” – (2 Ts. 2, 3-4). Com imensa tristeza, assistimos a cada ano que passa, um aumento cada vez maior, na descaracterização da nossa Igreja Católica, de tal forma, que se formos comparar a sua situação atual com a de algumas décadas passadas, poderíamos afirmar, sem nenhum exagero, que essa de hoje parece claramente outra igreja. Pelo estado em que a Igreja Católica hoje se encontra hoje, será que Ela ainda pode estar agradando a Deus?

São três os pilares de nossa Fé católica: Sagrada Tradição, Sagrada Escritura e Sagrado Magistério. TRADIÇÃO: Então, irmãos, estai firmes e retende as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa – (2 Tessalonicenses 2,15). MAGISTÉRIO: A Igreja é a casa de Deus a coluna e sustentação da verdade – (1 Timóteo 3,15). SAGRADA ESCRITURA: Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para ensinar, para repreender, para corrigir e para formar na justiça – (2 Timóteo 3,16)

Na realidade, a única e imutável Verdade, não pode desenvolver, e, portanto progredir, como jamais progrediu durante dois mil anos, por meio de contradições. As contradições doutrinárias na Igreja, sempre foram denominadas erros ou heresias, e condenadas com anátemas.

O nome de São Tomás de Aquino é um marco para todos aqueles que buscam a verdade. Entretanto, nos pormenores de sua vida e em sua extraordinária personalidade, descobrimos mais do que um teólogo: um grande Santo e Doutor da Igreja Católica. Disse São Tomás de Aquino: “Surgindo perigo iminente pára a Fé, os Prelados devem ser questionados, mesmo publicamente, pelos seus súditos. Assim, São Paulo, que estava sujeito a São Pedro, questionou-o publicamente pelo iminente perigo de escândalo em matéria de Fé. E, tal como Santo Agostinho o interpreta na sua Glosa (Gálatas 2, 14), São Pedro deu o exemplo a todos os que governam para que, ao desviarem-se do caminho reto, não rejeitem a correção como inútil, ainda que venha de súditos” – (Fonte: Summa Theologica, Turin/Rome: Marietti, 1948, II-II, q.33, a.4)

O próprio Deus, diz São Paulo, lhes enviará um poder que os enganará e os induzirá a acreditar no erro – (2 Tes 2, 10-11). Que castigo mais terrível pode haver que uma hierarquia desorientada? Isso é precisamente o que nossa Senhora anunciou na terceira parte do Segredo de Fátima: A Igreja e sua hierarquia, sofrerão uma desorientação diabólica, que corresponde ao que Apocalipse nos fala sobre o combate da mulher contra o dragão. Mas, a Santíssima Virgem nos assegura que no final desta luta seu Imaculado Coração triunfará. Ela vencerá a grande apostasia, fruto do liberalismo. Uma razão para não ficarmos de braços cruzados! Devemos lutar mais do que nunca pelo Reinado Social de Nosso Senhor Jesus Cristo. É necessário resistir. É necessário construir enquanto outros destroem. É necessário reconstruir as cidadelas em ruínas, reconstruir os bastiões da fé. Primeiro, o Santo Sacrifício da Missa de sempre, formador de santos. Depois, nossas capelas, que são verdadeiramente nossas paróquias, os mosteiros, as famílias numerosas, as escolas católicas, as empresas fiéis à doutrina social da Igreja, os políticos determinados a fazer política por Jesus Cristo. Devemos restaurar um conjunto de costumes, a vida social e os reflexos cristãos, com a amplitude de vida que Deus disponha. A única coisa que sei, e a fé nos ensina, é que Nosso Senhor deve reinar neste mundo, agora, e não apenas ao fim dele, tal como querem os liberais!

Como já foi dito: Não se opor ao erro é aprova-lo. Que a hierarquia, se cerque de vigorosos defensores da fé, que os designe em dioceses importantes. Que se digne por documentos importantes proclamar a verdade, perseguir e condenar o erro, sem temor das contradições, sem temor dos cismas, sem respeito humano, encorajar os bispos a endireitar a fé, que excomunguem aos pecadores obstinados que não queiram se emendar, após serem advertidos e corrigidos. Que sejam de fato, e de direito, verdadeiros Pastores, e arranquem suas ovelhas das garras do demônio, e não lobos em pele de cordeiro, levando lentamente suas ovelhas para a boca do inferno, da condenação eterna, ao lhes oferecer um ALIMENTO ENVENENADO. A profecia, queixa que Nosso Senhor fez a Santo Ângelo, tão atual, se apresenta para nós como uma advertência muito importante. Busquemos alcançar de Deus, entre jejuns, lágrimas, cinzas, mortificações, e muito combate, muita luta, o perdão de nossos pecados e a misericórdia para este nosso século, que avança por entre tantas calamidades e contradições. Devemos ter o espírito missionário que é o verdadeiro espírito da Igreja, fazer tudo pelo Reino de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo a divisa de nosso Santo Papa, São Pio X, QUE DIZIA: Instaurare omnia in Christo”, restaurar tudo em Cristo, e sofrer como Nosso Senhor em sua Paixão para a salvação das almas, para o triunfo da Verdade. “In hoc natus sum, disse Nosso Senhor a Pilatos, ut testimonium perhibeam veritatiEu nasci para dar testemunho da Verdade”

 “Tornei-me, acaso, vosso inimigo, porque vos disse a verdade?” – (Gálatas 4, 16). Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!! Salve Maria!! Viva Cristo Rei!!
Equipe Padre Rodrigo Maria
Deslize para ver mais...

Veja Também:

JÁ OUVIU FALAR EM “JOELHOFOBIA”?
JÁ OUVIU FALAR EM “JOELHOFOBIA”?

“Joelhofobia” No simbolismo litúrgico oficial da Santa Igreja Católica Apostólica Romana, o ato de ajoelhar é o mais significativo gesto corporal de adoração à Nosso Senhor Jesus Cristo, Presente Verdadeiramente no Santíssimo Sacramento do Altar em Corpo, Sangue, Alma e Divindade (Catecismo da Igreja Católica, 1373-1381). Tenho escutado, entretanto, repetidos relatos de situações que fiéis

Ainda há espaço para o “SILÊNCIO” na Santa Missa?
Ainda há espaço para o “SILÊNCIO” na Santa Missa?

Ainda há espaço para o “SILÊNCIO” na Santa Missa? “Atualmente também deveria ser redescoberta e valorizada a obediência às normas litúrgicas como reflexo e testemunho da igreja, una e universal, que se torna presente em cada celebração da eucaristia. O sacerdote, que celebra fielmente a missa segundo as normas litúrgicas, e a comunidade, que às

POR QUANTO TEMPO JESUS ESTÁ PRESENTE NA EUCARISTIA DEPOIS DE TERMOS RECEBIDO A COMUNHÃO?
POR QUANTO TEMPO JESUS ESTÁ PRESENTE NA EUCARISTIA DEPOIS DE TERMOS RECEBIDO A COMUNHÃO?

“Temos de prestar o devido respeito a Nosso Senhor” O grande tesouro da Igreja Católica é a Eucaristia – o próprio Jesus escondido sob as aparências do pão e do vinho. Cremos, como diz o Catecismo, que “no sacramento mais abençoado da Eucaristia” o corpo e o sangue, juntamente com a alma e a divindade,

DO APEGO DESORDENADO AOS PARENTES. (Sto Afonso Maria de Ligório)
DO APEGO DESORDENADO AOS PARENTES. (Sto Afonso Maria de Ligório)

Aquele que se entrega a Deus já não se pertence. Deixa de existir aos seus próprios olhos, não vive em si mesmo, mas nAquele a quem se entregou, e não tem outros interesses a não ser os do Mestre. Esquecer-se de si próprio, por amor, eis a grande lei de toda a vida espiritual. Esquecer-se

CONVERSÃO E SALVAÇÃO
CONVERSÃO E SALVAÇÃO

Em breve terás de ceder a outrem as tuas dignidades e riquezas. O túmulo será a morada do teu corpo até ao dia do juízo, e tua alma estará ou no céu, ou no inferno, para ali ficar eternamente. Então nada acharás senão o bem ou o mal que fizeste; tudo o mais terá acabado.

BENTO XVI: “FRENTE AO RELATIVISMO E A MEDIOCRIDADE, SURGE A NECESSIDADE DA RADICALIDADE”.
BENTO XVI: “FRENTE AO RELATIVISMO E A MEDIOCRIDADE, SURGE A NECESSIDADE DA RADICALIDADE”.

Nos ensinou o Papa emérito, Bento XVI: “Frente ao relativismo e a mediocridade, surge a necessidade da radicalidade. A radicalidade evangélica é estar em Cristo, firmes na fé. No momento atual se vive um eclipse de Deus, uma certa amnésia e uma verdadeira rejeição do cristianismo , uma negação do tesouro da fé recebida, com o risco de se perder o que mais profundamente caracteriza os católicos” – (Fonte: Papa Bento XVI , na jornada mundial da juventude em Madri).

DOUTRINA CATÓLICA X DOUTRINA DA CNBB – REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL
DOUTRINA CATÓLICA X DOUTRINA DA CNBB – REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL

DOUTRINA CATÓLICA X DOUTRINA DA CNBB – REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL A CNBB (e os partidos de esquerda) diz que: A redução da maioridade penal não resolve o problema da violência; a prisão não os reeduca; que devemos lutar pelo DESENCARCERAMENTO;… Ademais esses menores infratores são crianças pobres da periferia reagindo contra uma sociedade excludente

Convém a um católico frequentar praias ou piscinas mistas?
Convém a um católico frequentar praias ou piscinas mistas?

UM CATÓLICO PODE FREQUENTAR PRAIAS OU PISCINAS MISTAS? Veja o que nos ensinam alguma Papas e Teólogos sobre a piscina mista e a praia moderna. Do livro “O Príncipe dos Cruzados” (compilação doutrinária inédita). A medida que a humanidade caminha para o nudismo hippie da IV Revolução, a revolução tribalista, fica cada vez mais difícil

SOBRE A NECESSIDADE DE FUGIR DAS OCASIÕES DE PECADO.
SOBRE A NECESSIDADE DE FUGIR DAS OCASIÕES DE PECADO.

Um sem número de cristãos se perde por não querer evitar as ocasiões de pecado. Quantas almas lá no inferno não se lastimam e queixam: Infeliz de mim! Se tivesse evitado aquela ocasião, não estaria agora condenado por toda a eternidade! Falando aqui da ocasião de pecado, temos em vista a ocasião próxima, pois deve-se distinguir

“SEPARAI-VOS DOS MUNDANOS” – (São Luís Maria Grignion de Montfort)
“SEPARAI-VOS DOS MUNDANOS” – (São Luís Maria Grignion de Montfort)

Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria Não estareis vós, sem perceber, no caminho largo do mundo, que é o caminho da perdição? Vós sabeis, mesmo, que há uma via que parece reta e segura ao homem